O restaurante Eleven Madison Park em Nova York foi indicado como o melhor restaurante do mundo na lista dos 50 melhores restaurantes do mundo (The World’s 50 Best Restaurants) e o Brasil tem 4 restaurantes entre os 100 melhores de 2017. Os vencedores desse ano foram conhecidos numa cerimônia de premiação na cidade de Melbourne, na Austrália.

Eleven Madison Park

Ao conquistar a posição nº 1 na lista dos 50 melhores restaurantes do mundo, o Eleven Madison Park ganha dois títulos: o de melhor restaurante do mundo e o de melhor restaurante da América do Norte.

Eleven Madison Park fica num prédio em art deco com vista para o Parque Madison de New York

O restaurante estrou na lista dos 50 em 2010, em 2012 chegou a lista dos 10 primeiros e no ano passado ficou na posição número 3 da lista. Will Guidara e o chef suíço Daniel Humm reforçam a experiência gastronômica com um toque de diversão. Abrigado num prédio em art deco com vista para o Parque Madison de New York, o restaurante celebra a cidade e suas tradições culinárias.

Will Guidara e o chef Daniel Humm comandam a casa

Os melhores da América do Sul

O Peru consolida sua posição  com boas colocações. O Central é o 5º melhor restaurante e conquista, assim, a posição de melhor restaurante da América do Sul. A surpresa é a entrada do Maido, restaurante também de Lima, que coloca o Peru com dois restaurantes entre os 10 melhores do mundo, só ficando atrás da Espanha, que tem 3 restaurantes entre os 10 melhores.

Virgílio Martinez do Central  recebe o prêmio como melhor restaurante da América do Sul

Entre os 50, ainda conta com Astrid y Gaston, que este ano perdeu muitas posições. O Peru não tem nenhum restaurante na lista de 51º a 100º, mas totaliza 3 entre os 50 melhores do mundo.

Esse é um trabalho que começou a ser percebido em 2011, quando Astrid y Gaston entra pela primeira vez na lista dos 50 melhores. No ano de 2012, Astrid y Gaston se mantem entre os 50 e em 2013, o restaurante alcança sua melhor posição, ficando em 14º e é a vez do Central estrear na lista.

O restaurante Central, que chega pela primeira vez em 2013 em 50º lugar, subiu muito em 2014 ficando em 14º e em 2015 passou a ficar entre os 10 melhores na 4ª posição, que foi a sua melhor colocação, mantida em 2016.

O maior destaque fica por conta de Maido, também de Lima, que estreou na lista em 2016 em 13º lugar e este ano já fica entre os 10 melhores, na 8ª posição.

Os restaurantes brasileiros

O D.O.M. de Alex Atala é o único restaurante brasileiro entre os 50 melhores do mundo. O restaurante paulista está nessa lista desde 2006. No ano passado, ele deixou de estar entre os 10 melhores do mundo e este ano ficou em 16º lugar, caindo 5 posições.

Lasai ficou em 76º lugar e Maní em 81º lugar, mantendo-se entre os 100 melhores, mas perdem posições em relação a lista de 2016. A boa novidade é a entrada do Olympe: a casa estreia entre os 100 melhores exatamente na posição número 100.

Apesar das quedas de posição, nosso resultado deve ser celebrado, pois é mais fácil entrar nessa lista do que se manter. Basta observar a performance de restaurantes da Europa para notar que não é fácil manter uma posição, e a alternância de posições é uma constante.

O Brasil nesse ano consegue colocar o maior número de restaurantes desde que a lista foi lançada em 2003. Algo que, com certeza, devemos celebrar.

Os 10 melhores do mundo:

1º  Eleven Madison Park – New York  – Estados Unidos

2º Osteria Francescana – Modena – Itália

3º El Celler De Can Roca – Girona – Espanha

4º Mirazur – Menton – França

5º Central – Lima – Peru

6º Assador Extebarri – Axpe – Espanha

7º Gaggan – Bangkok – Tailândia

8º Maido – Lima – Peru

9º Mugaritz – San Sebastian – Espanha

10º Steirereck – Viena – Áustria

Do 11º ao 50º restaurante

11º Blue Hill at Stone Barns – Pocantico Hills – Estados Unidos

12º Arpége – Paris – França

13º Alain Ducasse ao Plaza Athénée – Paris – França

14º Restaurant André – Singapura

15º Piazza Duomo – Alba – Itália

16º D.O.M. – São Paulo Brasil

17º La Bernardin – New York – Estados Unidos

18º Narisawa – Tokyo – Japão

19º Geranium – Copenhague – Dinamarca

20º Pujol – Cidade do México – México

21º Alinea – Chicago – Estados Unidos

22º Quintonil – Cidade do México – México

23º White Rabbit – Moscou – Rússia

24º Amber – Hong Kong – China

25º Tickets – Barcelona – Espanha

26º The Clove Club – Londrês – Inglaterra

27º The Leadbury – Londrês – Inglaterra

28º Nahm – Bangkok – Tailândia

29º La Calandre – Rubano – Itália

30º Arzak – San Sebastian – Espanha

31º Alléno Paris au Pavillon Ledoyen – Paris França

32º Attica – Melbourne – Austrália

33º Astrid y Gaston – Lima – Peru

34º De librije – Zwolle – Holanda

35º Septime – Paris – França

36º Dinner by Heston Blumenthal – Londrês – Inglaterra

37º Saison – São Francisco – Estados Unidos

38º Azurmendi – Larrabetzu – Espanha

39º Relae – Copenhague – Dinamarca

40º Cosme – New York – Estados Unidos

41º Ultraviolet by Paul Pairet – Shanguai – China

42º Boragó – Santiago – Chile

43º Reale – Castel Di Sangro – Itália

44º Brae – Birregurra – Austrália

45º Den – Tokyo – Japão

46º L´Astrance – Paris – França

47º Vendôme – Bergisch Gladbach – Alemanha

48º Restaurant Tim Raue – Berlin – Alemanha

49º Tegui – Buenos Aires – Argentina

50º Hof Van Cleve – Kruishoutem – Bélgica

Do 51º ao 100º

51º Mikla – Estambul – Turquia

52º Nihonryori Ryugin – Tóquio – Japão

53º Burnt Ends – Singapura

54º Lyle´s – Londrês – Inglaterra

55º Disfrutar – Barcelona – Espanha

56º Nerua – Bilbao – Espanha

57º Faviken – Járpen – Suécia

58º Momofuku Ko – New York – Estados Unidos

59º Combal Zero – Rivoli – Itália

60º 8 1/2 Otto e Mezzo Bombana – Hong Kong – China

61º Hertog Jan – Bruges – Bélgica

62º Quique Dacosta – Denia – Espanha

63º The Test Kitchen – Cidade do Cabo – África do Sul

64º La Grenouillère  – La Madalaine Sous Montreul – França

65º Biko – Cidade do México – México

66º Estela – New York – Estados Unidos

67º Benu – São Francisco – Estados Unidos

68º The French Laundry – Yountville – Estados Unidos

69º Hisa Franko – Kobarid – Eslovênia

70º Aqua – Wolfburg – Alemanha

71º Lung King Heen – Hong Kong – China

72º Schross Schauenstein – Fürstenau – Suíça

73º La Colombe – Cidade do Cabo – África do Sul

74º The Jane – Antuérpia – Bélgica

75º Sud777 – Cidade do México – México

76º Lasai – Rio de Janeiro – Brasil

77º Martin Berasategui – Lasarte-Oria – Espanha

78º Indian Accent – Nova Delhi – Índia

79º Maaemo – Oslo – Noroega

80º Le Cinq – Paris – França

81º Maní – São Paulo – Brasil

82º Chef’s Table At Brooklyn Fare – New York – Estados Unidos

83º Atelier Crenn – São Francisco – Estados Unidos

84º The Restaurant At Meadowood – Santa Helena – Estados Unidos

85º Belcanto – Lisboa Portugal

86º Odette – Singapura

87º Per Se – New York – Estados Unidos

88º Selfie – Moscou – Rússia

89º Mingles – Seul – Coréia do Sul

90º Manresa – Los Gatos – Estados Unidos

91º St. John – Londrês – Inglaterra

92º Twins – Moscou – Rússia

93º Le Chateaubriand – Paris – França

94º Kadeau – Copenhague – Dinamarca

95º Quay – Sidney – Austrália

96º Epicure – Paris – França

97º Sushi Saito – Tóquio – Japão

98º Hedone – Londrês – Inglaterra

99º Florilege – Tóquio – Japão

100º Olympe – Rio de Janeiro – Brasil

 

 

Por Redação

Fotos: divulgação

 

Uma ideia sobre “4 restaurantes brasileiros entre os 100 melhores do mundo”

Deixe uma resposta

Semana 25# Gurumê e o futuro dos restaurantes no Brasil

Publicidade

Publicidade
-->
-->

Para receber a newsletter Infood, digite seu e-mail no box abaixo e clique na seta.

© 2017 Infood - Todos os direitos reservados