No dia 5 de abril, foi aberto o Açougue Central, a nova casa do chef Alex Atala com seus sócios, os publicitários Elian Trabulsi e Wanderson Barbosa e o empresário Ricardo Medrano, dono da Johnnie Wash, bar e loja especializada em customização de motos. Depois de um período em soft opening, a casa já está operando normalmente.

Todo o cardápio da casa é assinado por Alex Atala, mas quem comanda os fogões é o chef executivo Alejandro Peyrou.  A casa é um misto de restaurante, bar e açougue, com capacidade para 100 pessoas com dois diferentes ambientes:  um salão conjugado com a cozinha aberta e o açougue, onde o cliente pode acompanhar os cortes e operação do açougue e todo o preparo dos alimentos, e um terraço no andar superior, que, em dias de bom tempo, é totalmente aberto, oferecendo uma opção de serviço ao ar livre com sofisticação. Um charme que deve ser um dos destaques da casa, principalmente no jantar.

CARDÁPIO

Assinado por Alex Atala, a casa conta com um cardápio reduzido, tendência  nas novas casas, garantindo uma gestão de estoques mais simples e gerando impactos diretos para os controles financeiros. A carne é a grande estrela, 85% dela carne bovina, mas existe também um prato com galeto, um prato com leitão e um prato com cordeiro.

Diferente das churrascarias, o Açougue Central é uma casa onde carnes que oferece cortes de carnes distintos com variados estilos de cocções. Não há os cortes tradicionais, como picanha, ancho e filet mignon. A ideia da casa é oferecer diferentes cortes com destaque para opções do dianteiro.

O cardápio é dividido em 3 partes: carne na grelha (parilha argentina), carne na panela e carne no forno, e o cliente pode escolher as guarnições que acompanharão o prato. Além disto, existe uma salada de abóbora de entrada, legumes grelhados e nhoque de ragu de ossobuco.
Açougue Central 1
FORNECEDORES

A carne do Açougue Central é fornecida por dois pequenos produtores, são frescas, manipuladas no próprio açougue da casa, bem dentro do princípios que seguem a carreira do Alex Atala, valorizando o trabalho de pequenos produtores, e a sustentabilidade.

PÚBLICO E PREÇO

A clareza da definição do público se reflete na escolha do cardápio e nas opções de preço. O tíquete médio deve girar em torno de R$ 100, mas um dos pratos principais feitos com o corte Tomahawk, de 60 centímetros, numa peça de dois quilos, é vendido por R$ 289, sendo que o prato serve de 3 a 4 pessoas, destacado no cardápio, demonstrando o cuidado e a preocupação da casa com os detalhes.

A opção pela carne direciona a preferência do público masculino, mas cuidados no cardápio e na carta de vinhos e opções de drinques foram tomados para que o público feminino possa também aproveitar a casa.

Tomahawk_acougue_central_corte_dianteiroDiferencial dos cortes, como o Tomahawk do dianteiro bovino

SERVIÇO

A casa acaba de ser inaugurada, mas já podemos perceber o cuidado com o treinamento de toda a equipe, que aconteceu nos últimos meses e evidencia o cuidado com os detalhes, evidentes na opção do início da operação em soft opening, mas que permitem que os primeiros clientes tenham uma boa impressão da casa e possam voltar e indicar para os amigos.

DIFERENCIAIS

No todo, o projeto é muito bem ajustado. Quando avaliamos o conceito, fica evidente que a casa vai gerar tendência, seja pela escolha da região, Vila Madalena, ainda não tão povoada por restaurantes, e também pelo desenvolvimento de um novo conceito de restaurantes de carne, fugindo da tradicional churrascaria,  e pela opção de diferentes cocções e não só no uso da grelha.

A casa também deve ter um papel importante na difusão da cultura de novos cortes, em especial do uso do dianteiro, além também de permitir que o cliente escolha o corte que quiser comer – só que neste caso ele só poderá optar pelo preparo na grelha.

OPERAÇÃO COM O AÇOUGUE

Para se ajustar à nossa legislação, a carne vendida no açougue para o consumidor levar para sua casa é manipulada por outra empresa, fora do restaurante. As carnes manipuladas no açougue são para consumo apenas nos pratos do restaurante.

 

Serviço:
Açougue Central
http://www.acouguecentral.com/
https://www.facebook.com/acouguecentraloficial/
Rua Girassol, 384 – Vila Madalena – SP/SP
Tel. (11) 3095-8800
Horário de funcionamento:
Segunda a quinta-feira: das 12h às 15h, das 18h à 0h
Sexta-feira a sábado: das 12h à 1h
Domingo: das 12h à 0h

 

Por Redação

 

Uma ideia sobre “Açougue Central: um novo conceito de restaurante de carnes”

  1. Parece uma boa opção para os amantes da cultura da carne que a partir da abertura definitiva da casa,
    podem optar por sair do circuito de churrascarias que existe na cidade.
    Essa liberdade de escolha reflete também a preocupação de não ser mais um e sim ser o diferente, mais uma vez,
    dentro da filosofia de trabalho de Alex Atala que sempre surpreende com boas inovações.
    As mulheres que também gostam de carne tem espaço na nova casa de Atala, apesar da matéria trazer um certo preciosismo,
    quanto ao cuidado com os detalhes que foram tomados pela administração do negócio em relação aos homens.
    Cortes bovinos especiais e diferenciados do dianteiro, deixando claro que existe muita carne boa, além da que é tradicionalmente ofertada (traseiro), mostram que a tendência em sair da caixa, está em alta e deverá ser a opção de muita gente.
    Sabor, aroma e textura estão prometidos na utilização de métodos diferentes de cocção, fazendo valer novamente a máxima:
    “Não basta fazer comida, tem que fazer comida boa!”, já tantas vezes dita por diversos chefs, inclusive pelo próprio Alex.
    Parabéns e sucesso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O balanço dos números da Educação Superior em Gastronomia no Brasil

Publicidade
Publicidade

Para receber a newsletter Infood, digite seu e-mail no box abaixo e clique na seta.

© 2018 Infood - Todos os direitos reservados