logo-premio_transparente

Os três indicados na categoria ‘Melhor Restaurante’ no Prêmio Infood de Gastronomia 2016 são casas com mais de 1 ano e 10 meses de vida que tiveram sucesso nesse ano. Entendemos que separar estas casas das casas mais jovens, que acabaram de ser lançadas, garante uma avaliação mais justa.

Em comum, além do talento e inventividade de suas propostas, as três casas contam com uma estrela no Guia Michelin de 2016 e já acumulam diferentes prêmios.  São dois restaurantes de São Paulo e um do Rio de Janeiro.

 

Esquina Mocotó  – São Paulo

esquina-mocoto

O Esquina Mocotó de Rodrigo Oliveira foi inaugurado em 2013, numa casa vizinha ao restaurante Mocotó. A diferença entre as casas é definida por Rodrigo: “O Mocotó mantém nossas bases de mais de 40 anos, um cardápio fixo, coisas que o pessoal da redondeza gosta e está acostumado e espera de nós. No Esquina temos mais liberdade para trabalhar pratos que são a contribuição de ‘outros sertões’ para o nosso chão”.

No entanto, independentemente  da casa, Rodrigo baseia-se nos velhos princípios de seu pai: qualidade, acessibilidade, e verdade em tudo o que faz.

Este ano, o Esquina Mocotó ganhou sua primeira estrela na edição do Guia Michelin 2016, e em 2015 tinha sido classificado como Bib Gourmand. O prêmio ratifica o trabalho autoral de Rodrigo Oliveira.

O restaurante de gastronomia brasileira interpreta a culinário do nosso país, sempre com os pés fincados nas raízes nordestinas. Junto com o tradicional restaurante Mocotó, a origem dos negócios, o Esquina Mocotó é uma boa opção para uma visita à zona norte de São Paulo.

rodrigo-oliveiraRodrigo Oliveira

Qual o segredo do Esquina Mocotó? Rodrigo brinca que, quando descobrir, irá trancar a fórmula em um cofre forte! Para ele, é a somatória de fatores que acaba contribuindo para seu sucesso – cuidado com a comida, com as pessoas, com seus colaboradores, além do carinho dos amigos e do apoio do mercado e da mídia. Por fim, ele relembra de um ensinamento que o pai lhe ensinou: “fazer as coisas bem feitas, de um jeito ou de outro, acaba retornando em benfeitorias para você!”.

 

Av. Nossa Sra do Loreto, 1100 – Vila Medeiros – SP/SP
http://mocoto.com.br/esquina/esquina.php
https://www.facebook.com/restauranteesquinamocoto/?fref=ts

 

Lasai – Rio de Janeiro

lasai

Inaugurado em 18/03/2014, o restaurante Lasai de Rafa Costa é Silva é um dos maiores sucessos de 2016.

A casa manteve a estrela conquistada no Guia Michelin em 2015 na edição deste ano, e passou a ser o 3º restaurante brasileiro na lista dos 100 melhores restaurantes do mundo da revista Restaurant, ficando, em sua estréia na lista, na posição de número 64. Apesar de estrear na lista dos 100 melhores, manteve-se na lista dos 50 melhores da América Latina na 18 posição.

Quando perguntando sobre o sucesso do Lasai, o Rafa explica: “Acho que não tem uma receita com o resultado que tivemos, mas é muita vontade de dar certo, esforço de um monte de gente e um público maravilhoso que encontramos no Brasil. Mas ainda não considero um sucesso. Nosso restaurante tem apenas 2 anos e meio, ainda somos um bebê e estamos engatinhando……para chegar ao nível de Olympe, DOM, Maní, Roberta Sudbrack nos faltam muitos anos de experiência e aprendizado”.

O projeto do Lasai surpreende pela uso de um uma horta própria, fruto do cuidado de Rafa na seleção de fornecedores: “Busque, procure, prove, converse com seus fornecedores. Pergunte se a pessoa de quem você compra é a mesma que produz. Em 99% das feiras no Brasil, aquelas feiras de rua mesmo, a pessoa que está vendendo comprou seu produto em um grande mercado de distribuição. Eles não têm a mínima ideia de como foi plantado ou da dificuldade que é fazer este produto chegar até a feira. Procure feiras orgânicas. Visite plantações, e se pergunte porque você esta comprando morango o ano todo”.

 

rafa-costa-e-silvaRafa Costa e Silva

Este jovem de 37 anos tem como referência na gastronomia Andoni Luiz Aduriz (Mugaritz), Victor Arguinzoniz (Etxebarri), Claude Troisgros, Michel Bras e Jun Sakamoto, e diz estar aprendendo ainda a conciliar a vida de chef com a vida pessoal: “Tento separar tempo para a vida pessoal, mas é difícil. Ainda tenho muita dificuldade com isto. Ainda não sei…estou aprendendo”.

 

Rua Conde de Irajá, 191 – Botafogo – RJ/RJ
http://www.lasai.com.br/
https://www.facebook.com/restaurantelasai/

 

Tuju – São Paulo

tuju_restaurante

O restaurante Tuju foi aberto em julho de 2014. A casa de Ivan Ralston conquistou logo no seu primeiro ano de vida os prêmios de melhor restaurante dos dois principais jornais das cidade de São Paulo, ficando ali já evidente uma tendência. E o mais supreendente é que isto acontecia apenas 5 meses após a inauguração da casa.

O rápido sucesso foi confirmado com a conquista de uma estrela no Guia Michelin de 2015, que foi mantida na edição deste ano.  Pela primeira vez, o restaurante também figurou em 45º lugar na lista dos 50 melhores restaurantes da América Latina.

Um restaurante contemporâneo, com um conceito diferente de luxo, Ivan Ralston destaca que as plantas são únicas e especiais: “Existe um conceito de luxo ‘clássico’, que seria você comer foie gras, trufa, barriga de atum, caviar. E existe o luxo de você ir atrás, fazer uma coleta em uma floresta. Esse é o luxo das Pancs: elas não são caras, mas dão muito trabalho. São difíceis de conseguir. Ou você planta ou vai na Mata Atlântica buscar. Quando a gente vai ao supermercado, parece que todo dia tem aqueles 30 produtos iguais. Isso se deve muito ao sistema que a gente vive, a necessidade de se produzir”, completa.

ivan-ralstonIvan Ralston

O Tuju solidifica sua presença no cenário gastronômico contemporâneo brasileiro. O chef Ivan Ralston, que comanda a casa, foi apontado pelo guia Michelin como “um dos mais promissores chefs do Brasil”. O segredo para tudo isso? Muito trabalho (“Minha mulher tem que ter muita paciência, porque trabalho 16 horas por dia”) e um time habilidoso (“Temos uma equipe espetacular”).

 

Rua Fradique Coutinho, 1284 – Pinheiros – SP/SP
http://www.tuju.com.br/
https://www.facebook.com/tujurestaurante/

 

 

Por Redação

 

Deixe uma resposta

Thomas Troisgros: “Há uma grande procura por casas com comida mais despojada”

Publicidade

Publicidade
-->
-->

Para receber a newsletter Infood, digite seu e-mail no box abaixo e clique na seta.

© 2017 Infood - Todos os direitos reservados