O lançamento da edição do Guia Michelin 2017 acontece hoje à noite, em São Paulo, no Hotel Unique. A esperada publicação é um dos mais importantes e respeitados guias gastronômicos do mundo, abrangendo restaurantes das cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro, únicas cidades do país avaliadas pelo guia.

Nessa 3ª edição brasileira do Guia Michelin, não devem haver muitas alterações. Esse é o estilo da publicação, e isto já ficou comprovado na passagem da primeira para a segunda edição nacional do Guia.

No ano passado, o Brasil teve, no total, 19 estrelas, sendo que apenas o restaurante D.O.M., do Alex Atala, teve 2 estrelas.

A grande expectativa é sobre o número total de estrelas, pois com o fechamento do restaurante de Roberta Sudbrack, o Rio de Janeiro perdeu um restaurante estrelado.

Devem surgir novos restaurantes na lista dos Bib Gourmand, e talvez um novo estrelado, no máximo dois.

Confira nossa cobertura completa com os resultados amanhã.

Guia Michelin

Com mais de 300 páginas e premiando tanto hotéis quanto restaurantes, o Guia possui as seguintes premiações no âmbito gastronômico:

1 estrela: (para uma cozinha “muito boa”)
2 estrelas (para uma cozinha “excelente”)
3 estrelas (para uma cozinha “excepcional”)

No Guia, há também uma distinção para restaurantes que possuem a melhor relação preço/qualidade, integrantes da categoria Bib Gourmand.

Os principais critérios utilizados pelos inspetores anônimos, que percorrem 30 mil quilômetros e recebem mais de 45 mil mensagens de leitores, são:

a) Qualidade do produto
b) Domínio técnico
c) Personalidade do chef
d) Relação qualidade/preço
e) Regularidade

 

Por Reginaldo Andrade

Deixe uma resposta

Desmistificando a cadeia fria na gestão da qualidade dos alimentos

Publicidade
Publicidade

Para receber a newsletter Infood, digite seu e-mail no box abaixo e clique na seta.

© 2017 Infood - Todos os direitos reservados