Com previsão de inauguração para o início de 2016, começa a fase da instalação da Escola de Gastronomia Le Cordon Bleu Rio, em Botafogo. É o momento de inserir os equipamentos industriais de última geração importados da Alemanha, China, França, Índia e Itália, além dos Estados Unidos. A primeira filial brasileira do tradicional instituto de culinária francesa é uma aposta do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação e da Fundação de Apoio à Escola Técnica (FAETEC), em qualificar profissionais para o setor gastronômico e turístico do Rio de Janeiro.

Cerca de 12 milhões estão sendo investidos na Le Cordon Bleu do Rio, sendo parte desse montante destinado à aquisição de máquinas com tecnologia de ponta para a cozinha industrial. Os primeiros fornos com sistemas automáticos de alta potência e as câmaras de fermentação de última geração já chegaram ao Rio de Janeiro. Os equipamentos, que custam até 130 mil reais, aumentam a produtividade e minimizam os custos e o tempo no preparo de alimentos.

Um equipamento de cozimento automático, da Alemanha, que sintetiza todos os processos de cozimento, como assar, dourar, fritar, gratinar, grelhar e cozinhar a vapor, entre outros modos, está sendo importado para escola. Ele calcula sozinho o tempo, a temperatura e a umidade no preparo de qualquer alimento. O aparelho ainda possui um sistema inteligente de otimização de cargas mista na produção e no serviço à carta, bem como de limpeza totalmente automatizado. É o que existe de mais moderno no setor de gastronomia no mundo.

“Os alunos serão preparados com o que há de mais sofisticado no mercado em funcionalidade e versatilidade. Estão sendo escolhidos equipamentos com métodos de processamento mais eficientes e que conservam o aroma e o sabor das receitas. Para não sair do padrão adotado pela Le Cordon Bleu de outros países, foram selecionados aparelhos confiáveis em qualidade e de fácil manuseio pelos aprendizes”,  explica o presidente da FAETEC, Wagner Victer.

le_cordon_bleu_cozinhasImagens das cozinhas da Le Cordon Bleu, referência no uso dos melhores equipamentos

Entre os equipamentos que foram especificados com as equipes técnicas do Cordon Bleu que se destacam, está o fogão de botões, da França, que funciona à base de indução. O aparelho elétrico só cozinha e ferve os alimentos quando colocados em contato direto com panelas específicas de fundo triplo. A placa de indução inibe o calor excessivo e o contato da superfície de vidro com outro tipo de recipiente gera o resfriamento.

Outro diferencial nessas aquisições é a escolha por equipamentos voltados à produção de comidas regionais. O Tandoor oven, por exemplo, é um aparelho utilizado em pratos da culinária indiana, como o característico pão do país. Da China, estão sendo importados o fogão Wok, que conta com chamas potentes e necessárias para o cozimento de algumas receitas orientais, e o Duck roasting oven, um forno próprio para cozinhar “Patos de Pequim”, típicos da região.

Dos modelos americanos, serão comprados um Defumador, com capacidade para produzir grandes quantidades de peças defumadas, e uma máquina Temperadeira, voltada para fabricação de chocolates artesanais e produtos de confeitaria e padaria. Já da Itália foi escolhido um aparelho destinado à fabricação de sorvetes em escala comercial por seu fácil manuseio.

A escola também foi projetada com espelhos nos tetos em algumas das salas para facilitar o aprendiz a acompanhar o passo a passo das receitas feitas pelos instrutores. Todo o curso será filmado com câmeras, que projetarão ao vivo o trabalho em televisores por salas-auditórios. O projeto da Le Cordon Bleu ainda conta com um restaurante-escola e um café-confeitaria abertos ao público, onde o cardápio será preparado pelos próprios alunos sob a orientação dos professores-chefs.

“A unidade do Rio também traz outra novidade: os docentes utilizarão ingredientes 100% produzidos no estado em suas receitas. A proposta é formar profissionais que dominem o método francês adaptado à culinária brasileira”, garante Wagner Victer.

Em dois anos, os aprendizes serão qualificados com técnicas de culinária francesa tradicional – que combina os diplomas de Pâtisserie com o de Cozinha, de Técnicas de Cozinha –, Pâtisserie (padaria francesa especializada em bolos e doces), Bakery (pães), vinhos e queijos, além de cursos de curta duração em alta gastronomia. A metodologia acadêmica será a mesma adotada em outros países com a escola Le Cordon Bleu.

De acordo com o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Gustavo Tutuca, no Cordon Bleu Rio, 20% das vagas serão destinadas gratuitamente a estudantes da FAETEC.

Os critérios de seleção serão elaborados e divulgados pela Fundação, que priorizará os alunos oriundos dos cursos de gastronomia já existentes na Fundação associado a critérios sociais – definiu Tutuca.

As inscrições para os cursos ainda não foram abertas, e a previsão é que as primeiras turmas iniciem no primeiro semestre de 2016. Para mais informações, envie um email para mrodrigues@cordonbleu.edu

 

Por Redação

 

15 ideias sobre “Le Cordon Bleu Rio começa a instalar seus equipamentos de alta tecnologia”

  1. manoel c.lima disse:

    E um dos grande sonhos de minha vida fazer um curso na nesta instituição de de gastronomia para nos Brasileiro e uma grande horar ter uma escolar deste calibre em nosso país

  2. fabios1977 disse:

    Gostari muito de fazer parte deste grande familia instituição de gartronomia Le Cordon Bleu

  3. Felipe Eunuco dos Santos disse:

    Adoraria fazer parte dessa famila e seria uma grande honra para mim

  4. Fernanda Pires disse:

    Perfeita muita honra ter uma filial aqui no Brasil a Le Cordon Bleu considerada a Melhor escola de gastronomia do Mundo, Realmente um sonho se formar nesse lugar
    #Gastronomia#Confeitaria#sonho#vai#se#realizar#em#nome#de#Jesus

  5. Vera Lúcia Corrêa Hardensett disse:

    Eu realmente teria o maior prazer em fazer parte desse mundo o lê Cordon Bleu !

  6. Vera Lúcia Corrêa Hardensett disse:

    Oiiii eu gostaria muito de saber quais cursos têm seus horários e preços se possível obrigado é bom dia!

  7. Infood disse:

    Vera Lúcia,
    A escola ainda não disponibilizou os horários, cursos e como se inscrever. A previsão é que a Escola seja inaugurada no 2º semestre de 2016. Assim que tivermos os dados completos vamos divulgar aqui na INFOOD.

    Redação

  8. fabio santos disse:

    Eu gostaria muito de saber quais cursos têm seus horários e preços se possível obrigado é bom dia!

  9. Infood disse:

    Fábio, A escola ainda não disponibilizou os horários, cursos e como se inscrever. A previsão é que a Escola seja inaugurada no 2º semestre de 2016. Assim que tivermos os dados completos vamos divulgar aqui na INFOOD. Redação

  10. fabio santos disse:

    Bom dia,obrigado e fico na espera,pois quero muito fazer parte desta familia

  11. Pollyane Rodrigues Silveira disse:

    Fico no aguardo!!!

  12. thayane disse:

    Boa tarde.
    Gostaria de obter informaçoes sobre a escola Cordon Bleu do Rio.
    Aluem poderia me passar informaçoes de contatos?
    Telefone?
    Endereço?
    email?

    Obrigada pela atenção.
    Att,
    Thayane.

  13. Infood disse:

    Thayane,

    Não existe previsão do início desta operação no Rio. Assim que o processo seja definido vamos dar os detalhes aqui no site.

    Redação Infood

  14. thayane disse:

    obrigada pela informação.

    Eu tinha visto algumas materias sobre a abertura da escola aqui no Rio, mas parece que não prosseguiu, ne?

  15. Infood disse:

    Thayane,

    Não existe uma definição sobre o futuro do projeto. Existem investimentos que precisam ser feitos, mas não sabemos quando isto deverá acontecer. Se tivermos alguma novidade em relação ao prazo de lançamento avisaremos no site.

    Redação

Deixe uma resposta

Para uma nova gastronomia, uma nova escola

Publicidade
Publicidade
© 2017 Infood - Todos os direitos reservados