Marcelo Corrêa Bastos, 31, já havia se formado em Direito quando decidiu fazer gastronomia.  Este paranaense conta que, ao entrar pela primeira vez numa cozinha profissional, teve certeza que era aquilo mesmo que queria fazer.  “A vida de cozinheiro é dura, mas eu não consigo me imaginar fazendo outra coisa.”

Foi então cursar Gastronomia na FMU, tendo estagiado em vários restaurantes. Chegou a ser sub chef no Porto Rubaiyat, mas a essa altura já estava com o projeto de abrir o restaurante Jiquitaia.

Ele comanda o Jiquitaia desde 2012, no bairro da Consolação. Inaugurou em julho deste ano o Vista Café, que fica no mezanino do MAC, no parque do Ibirapuera, e no início do próximo ano deve abrir o restaurante Vista, na cobertura do MAC também.

Marcelo Corrêa Bastos é um dos 3 indicados para o Prêmio Infood de Gastronomia 2017 na categoria Melhor Cozinheiro 2017.

INFOOD – Como foi o início da carreira de cozinheiro?

MARCELO CORRÊA – Quando eu contei que queria ser cozinheiro, meus pais se assustaram. Minha mãe disse que eu não sabia como seria a minha vida, pois ser cozinheiro era muito difícil. Mas eu não tinha entusiasmo para ser advogado.  Eu via as pessoas fazendo gastronomia, e tinha inveja delas. A vida de cozinheiro é dura, mas eu não consigo me imaginar fazendo outra coisa.

Pratos de Marcelo Corrêa no Jiquitaia e Vista Café:

INFOOD – Como foi montar o Jiquitaia?

MARCELO – A ideia inicial era que o Jiquitaia seria um restaurante de brasa. Minha cozinha preferida sempre foi a de fogo direto. Mas, devido a problemas operacionais, eu deixei de lado a brasa. E o Jiquitaia ficou sendo um bistrô de cozinha brasileira sem a brasa. No projeto, chamava-se ‘Brasa Bistrô’.  

O nome Jiquitaia surgiu em função de um amigo meu que morava em São Gabriel da Cachoeira e que me mandava sempre umas pimentinhas jiquitaia…e assim ficou.

INFOOD –  Você tem ganhado vários prêmios. Como vê isso?

MARCELO – Quando eu ganho prêmios, lógico que eu fico feliz, mas não é isso que eu busco. Eu não tenho interesse em fazer menu degustação em nenhum dos meus restaurante. Não é a minha praia, e não vejo como algo conveniente para o Brasil também. A minha cozinha é uma cozinha simples, brasileira, valorizando ingredientes brasileiros.

Visão do Vista Café no MAC/USP – São Paulo

INFOOD – Quais suas expectativas em relação ao restaurante Vista?

MARCELO – Estou desenvolvendo o cardápio da casa. O arroz de cuxá é um dos pratos já definido para o restaurante. O restaurante Vista está demorando para sair, pois a obra é num prédio tombado pelo patrimônio histórico. É totalmente diferente do que abrir um restaurante na rua. Ali o prédio é maravilhoso, super charmoso. O Vista vai seguir muito a linha do Jiquitaia.

Salão do Vista Café no MAC/USP – São Paulo

INFOOD – Como você tem se dividido entre as suas casas?

MARCELO – Esses primeiros sessenta dias estou ficando direto no Vista, desenhando o cardápio. No Jiquitaia, quem está tocando nesse período é o Pedro, meu sub chef, que é excelente. Tenho uma equipe maravilhosa lá.

Carolina Bastos e Marcelo Corrêa Bastos do Jiquitaia Restaurante Bar

 

Jiquitaia

Rua Antônio Carlos, 268 – São Paulo/SP
Tel. (11) 3262-2366
http://www.jiquitaia.com.br/

Vista Café

Av. Pedro Álvares Cabral, 1301 – São Paulo/SP
Tel. (11) 5505-1013
https://www.facebook.com/VistaCafeMAC/

 

 

Por Redação

Fotos: João Rubens Shinkado / Divulgação

 

Deixe uma resposta

Restaurantes devem ter um vinho da casa?

Publicidade
Publicidade
© 2017 Infood - Todos os direitos reservados