Marcelo Schambeck é um gaúcho que tem paixão pelo que faz. Optou por fazer gastronomia na Unisinos e, determinado que era, já no seu TCC havia elaborado um plano de negócio que posteriormente virou o seu restaurante Del Barbieri.

A meta desse cozinheiro é levar o olhar do brasileiro para a gastronomia do Rio Grande do Sul. Sua preocupação é muito mais com o trabalho bem feito que desenvolve, do que propriamente fazer com que seu nome fique conhecido.

Em seus cardápios, busca valorizar os ingredientes e os sabores regionais, respeitando a sazonalidade, com destaque para o uso dos produtos orgânicos.

Marcelo é um dos cinco finalistas do Prêmio Infood de Gastronomia 2017, na categoria Cozinheiro Revelação.

INFOOD – Como você entrou na gastronomia?

MARCELO SCHAMBECK – Sempre tive interesse. Minha mãe, Regina, costuma dizer que eu acompanhava desde cedo os preparos na cozinha de casa. No ensino médio, quando precisava escolher um curso, decidi fazer gastronomia. Fiz estágios com chefs importantes, reconhecidos nacionalmente, e aprendi muito. Depois, no trabalho de conclusão da faculdade, elaborei um plano de negócio de um bistrô que, logo depois, foi aplicado na criação do Del Barbiere.

INFOOD – Você chegou a trabalhar fora do Rio Grande do Sul?

MARCELO – Tive passagens rápidas por cozinhas do Rio e de São Paulo quando recém-formado. Já cozinhei, a convite de chefs amigos, em alguns dos mais importantes restaurantes do país, como RS da Roberta Sudbrack (RJ), Roccia do Onildo Rocha (PB), Trindade do Fred Trindade (MG), Clandestino da Bel Coelho. No ano passado, recebi um convite bem bacana da rede Intercity para estar à frente da cozinha do hotel Yoo2 by Intercity no Rio de Janeiro.

INFOOD – Qual é a proposta do Del Barbiere?Nós, paulistas, quando pensamos em gastronomia do Sul, só vem o churrasco à cabeça. Como é a culinária do Rio Grande do Sul?

MARCELO – O Del Barbiere oferece menus fechados somente no almoço, com couvert, entrada e prato principal, são servidos de terça a sexta, renovados a cada mês. Aos sábados, busco inspiração na feira orgânica e, a partir dos produtos disponíveis no dia, componho o já tradicional Menu de Feira. A culinária do Rio Grande do Sul é riquíssima. E é isso que motiva o projeto Identidade RS. Podes saber mais em www.identidaders.com.br

INFOOD – Que dica você pode dar para quem não está no eixo Rio/SP? Como buscar mais espaço no mercado?

MARCELO – Ser coerente. Isto é: encontrar a própria história no lugar de onde veio. O Brasil é enorme. E quando se faz um bom trabalho, os olhares se voltam para ele. Seja onde estiver.

INFOOD – Como fazer para ter o nome e a cozinha mais conhecidos pelo Brasil?

MARCELO – Ser um “nome conhecido” é consequência de trabalho bem feito. E ter um trabalho bem feito é bem mais importante do que ter um nome conhecido.

INFOOD – Quais são suas influências? E quem são suas referências?

MARCELO – Sou influenciado pela minha realidade e pelas minhas experiências. O meu dia a dia é tão inspirador quanto uma viagem. Criatividade é quando conseguimos combinar conhecimentos. Roberta Sudbrack é uma referência. Rafa Costa e Silva e Ivan Ralston também. Percebo alguma afinidade do meu trabalho com o Germán Martitegui do Tegui em Buenos Aires. Ah, e a Dona Célia do Hotel Roma, um clássico de Porto Alegre.

INFOOD – Existem diferenças na gastronomia gaúcha?

MARCELO – Sim, existem muitas diferenças. Começa pelo frio que não existe no “Brasil tropical”. O filme “A linha fria do horizonte”, se tiverem interesse, explica bem estas diferenças.

INFOOD – Quais os seus planos para o futuro?

MARCELO – Trazer o olhar do brasileiro para a gastronomia do Rio Grande do Sul. E isso dará um trabalho imenso, mas tenho certeza que valerá a pena.

 

Del Barbiere

Rua Jerônimo Coelho, 188 – Porto Alegre/RS
Tel. (51) 3019-4202
www.delbarbiere.com.br
https://www.facebook.com/delbarbiere/
https://www.instagram.com/delbarbiere/

 

 

Por Redação

Fotos: Raul Krebs/Divulgação

 

Uma ideia sobre “Marcelo Schambeck: “Quero trazer o olhar do brasileiro para a gastronomia do Rio Grande do Sul””

Deixe uma resposta

Restaurantes devem ter um vinho da casa?

Publicidade
Publicidade
© 2017 Infood - Todos os direitos reservados