O The Global Chefs Alliance é um programa de iniciativa do chef Gianfranco Chiarini, que possui uma estrela no Guia Michelin, reunindo mais de 26.000 profissionais em um banco de dados disponível para o mundo inteiro: o The Biggest Culinary Professional Data-Base.

A Forno, Fogão e Cia Consultoria Gastronômica, associada da Chiarini Culinary Consultants e sua representante oficial no Brasil, FFC e CCC Brasil, disponibiliza de forma permanente o programa The Global Chef Alliance Carreira.

Chef Gianfranco Chiarini - Photographer. Donato Ricci. All Copyrights Reserved© (1)

Chefs, cozinheiros e profissionais da gastronomia agora poderão compartilhar suas informações profissionais com segurança e privacidade garantidas, através do preenchimento de um formulário e participar de processos seletivos para ótimas oportunidades de emprego em hotéis e restaurantes, projetos de desenvolvimento para indústria alimentícia, busca de talentos para participar dos projetos de livros de gastronomia, shows de TV, apresentações em feiras e eventos e muito mais.

Para participar, os profissionais deverão preencher o formulário (em Inglês ou Espanhol) clicando na aba: The Global Chef Alliance Carreira, ler com atenção e clicar no link que está disponível e que leva ao formulário. Nele, todos os dados devem ser preenchidos e, ao final, o candidato deverá clicar no botão “submit” para enviar o formulário.

A INFOOD conversou com o chef Marcelo Santos, representante oficial da Chiarini Culinary Consultants no Brasil:

INFOOD – Quais as vantagens para um chef brasileiro se associar ao The Global Chefs Alliance?

MARCELO SANTOS – As vantagens são enormes principalmente no sentido profissional para quem está interessado em se disponibilizar para experiências no exterior. São oportunidades de trabalhar nas melhores cozinhas profissionais do mundo com os melhores chefs, incluindo os chefs estrela Michelin. Além disso, a visibilidade de uma carreira incrementada através do aprendizado adquirido ao longo da experiência que é enriquecedora.

INFOOD – Como o banco de dados funciona?

MARCELO – Os profissionais se cadastram e passam a fazer parte do maior banco de dados acessível do mundo para profissionais da área gastronômica, empresas de eventos, hotéis, restaurantes, grande holdings, trade mark de gastronomia, indústrias de alimentos e redes, acessam este cadastro de maneira sigilosa e lá buscam profissionais que se encaixam nos perfis de suas vagas, facilitando a busca de talentos. Uma vez selecionado, o profissional pela empresa, ela nos solicita a divulgação dos dados dele, que só serão liberados através de uma autorização pessoal por escrito ou por comunicação direta, telefone ou carta. Sem isso, a empresa não terá acesso aos dados pessoais e de contato do profissional, por isso, é muito importante que se preencha corretamente todos os dados, lendo com atenção. O formulário está disponível em duas línguas: inglês e espanhol.

INFOOD – Como se dá a troca de experiências?

MARCELO – A partir do momento em que o profissional passar a fazer parte do The Biggest Culinary Professional Data–Base, ele está aceitando ficar à disposição dessas empresas e grandes chefs, que acessam o cadastro à procura de talentos. As possibilidades de ser chamado para participar de projetos gastronômicos e experiências em jantares de gala ou outros eventos aumenta muito, tornando a troca de informações e experiências profissionais muito ampla e intensa. Alguns desses projetos serão implementados pelo nosso CEO mundial, o chef estrela Michelin Gianfranco Chiarini, que está com projetos direcionados para a América Latina de maneira mais intensificada, incluindo o Brasil.

INFOOD – Existe algum estudo para que haja algum relacionamento do banco de dados no Brasil, algum encontro ou promoção?

MARCELO – Por enquanto, evento ou encontros para a promoção do The Biggest Culinary Professional Data-Base não estão previstos, mas é bem possível que, com a vinda do chef Gianfranco para o Brasil, haja alguns eventos onde faremos não só a promoção do cadastro, bem como das nossas atividades para a indústria e comércio na gastronomia brasileira.

 

Divulgação: Forno, Fogão e Cia Consultoria Gastronômica
Foto – Donato Ricci

 

Deixe uma resposta

Chef Meia Noite, do Capim Santo: “Não escolhi a cozinha: ela que me chamou”

Publicidade
Publicidade

Para receber a newsletter Infood, digite seu e-mail no box abaixo e clique na seta.

© 2017 Infood - Todos os direitos reservados