Desde janeiro de 2015, Nathalie Passos comanda o Naturalie Bistrô, restaurante vegetariano que fica num simpático casarão no Botafogo.

Com 24 anos, a jovem chef utiliza em sua casa ingredientes orgânicos, “porque o sabor é melhor e, por consequência, a minha cozinha fica mais saudável.”

Antes de abrir seu restaurante, Nathalie se especializou em culinária vegetariana em Nova York, no Natural Gourmet Institute for Health & Culinary Arts.

Nesses quase três anos do Naturalie, a chef afirma que “aprendeu bastante com seus próprios erros”, e também acredita que “hoje o vegetarianismo virou uma tendência. Não existe mais aquele tabu de quando eu abri o restaurante. “

Em entrevista exclusiva à Infood, Nathalie afirma que quem brilha em seu cardápio são os legumes e as verduras, e mostra, com muita maturidade e coerência, sua consciência e respeito em relação ao produto que utiliza, reaproveitando os insumos e evitando o desperdício.

O Naturelie Bistrô utiliza apenas produtos orgânicos

Como entrou na gastronomia?

Meu pai não é da gastronomia, mas ele começou a investir em restaurante. Como sou filha única, ele me convidou para ir trabalhar no restaurante, para eu entender do negócio, que no futuro poderia ser meu também. Então comecei a trabalhar no escritório e passei a entender como funcionava a área administrativa.

Na época em que fui prestar vestibular, meu pai disse para eu não fazer gastronomia, para que eu pudesse ter uma vida mais sossegada, com finais de semana livres. Comecei a fazer Relações Internacionais, mas acabei indo fazer gastronomia, e me encontrei!

Você cursou gastronomia na Estácio, e depois foi estudar culinária vegetariana em Nova York. Por que essa área, já que você não é vegetariana?

Eu sempre lia muito, e pesquisava bastante por conta própria, paralelamente ao curso na Estácio. E na faculdade, senti falta de algo, porque eu queria saber de onde vinham os produtos, qual era a procedência, e qual o destino do lixo. Me incomodada muito o desperdício. A gente ia cortar uma cenoura, e jogava mais da metade no lixo, porque ela não era uniforme.  Então comecei a pesquisar onde eu poderia fazer um curso, e acabei indo estudar numa escola em Nova York.

O charmoso fusca que fica na frente do Naturalie Bistrô: marca registrada da casa

Quais as diferenças no curso que fez aqui e o de fora?

É preciso entender que uma casca de banana pode virar um doce. Você, enquanto estudante, tem o direito de saber isso. Reaproveitar as coisas é muito importante. Depois de prensada a cenoura para fazer suco, nós utilizamos o bagaço da cenoura para fazer uma farofa. Ainda mais quando se trabalha com orgânico, que é caro, não se tem condições de jogar comida fora. Isso não era falado aqui, e me incomodava muito. E tem a questão do lixo também. Eu tenho que ser coerente, e não posso jogar todo o meu lixo fora aleatoriamente. Isso também não se falava por aqui.

Como surgiu a ideia do Naturalie Bistrô?

Sempre que eu passava aqui na frente eu falava: ‘olha que casa bonitinha!’. Havia uma sorveteria aqui. E eu pensava: ‘se um dia eu for abrir uma casa, quero uma como essa’. Eu estava na Califórnia e meu pai me disse que a sorveteria havia fechado, e estavam passando o lugar adiante. Ele sugeriu que a gente poderia ficar ali. E foi assim que eu voltei para o Brasil.

A chef Nathalie Passos

Como é sua equipe do restaurante?

Eu acredito que a gente tem agora uma equipe que pensa igual, com funcionários que vestiram a camisa da casa. Mas eu já me decepcionei muito com funcionários no passado. A gestão de pessoas é bem difícil. Ninguém é insubstituível, nem eu!

Como você definiria seu restaurante?

Eu costumo falar que a gente faz uma cozinha de vegetal.  O principal no meu restaurante são os legumes e as verduras. É baseado nisso que a gente monta os pratos.  A gente troca sempre o cardápio, em função da sazonalidade. Muitas pessoas vêm aqui por curiosidade, e se surpreendem.  A gente tem muito cliente que não é vegetariano. Acho até que a maioria não é vegetariano ou vegano. Eles vêm porque gostam da nossa comida.

Cada detalhe do restaurante foi muito bem pensado

Naturalie Bistrô

Rua Visconde de Caravelas, 11 -Botafogo – RJ/RJ
tel: (21) 2537-7443
https://www.naturaliebistro.com/
https://www.instagram.com/naturaliebistro/
https://www.facebook.com/naturaliebistro/

 

 

 

Por Redação

Fotos: Gustavo Guterman

 

2 ideias sobre “Nathalie Passos e a cozinha de vegetal no Naturalie Bistrô”

Deixe uma resposta

Como a tecnologia pode ser adaptada aos novos consumidores dos restaurantes

Publicidade
Publicidade

Para receber a newsletter Infood, digite seu e-mail no box abaixo e clique na seta.

© 2017 Infood - Todos os direitos reservados