O Expert Kitchen Especial Micro Cozinhas da RATIONAL reuniu dois representantes do mercado de food truck.  Com a moderação da Infood, reuniu-se Rogério Paes do Veggies na PraçaHermann Caser Júnior, do food truck Gorilla.

Num bate papo, os dois profissionais falaram sobre a dificuldade de trabalhar em micro cozinhas, nos ambientes pequenos dos caminhões. Reunimos os principais comentários do encontro.

Rogério Paes do Veggies na Praça

Em sua carreira, já trabalhou muito com alta gastronomia, mas prefere mesmo é estar dentro de um food truck. Rogério adora cozinhar, e acredita que cozinhar é técnica: “se você tiver vontade e conhecimento, é possível fazer um prato gostoso.

Cardápio reduzido

No começo meu cardápio era enorme. Mas depois tive que diminuir. Uma coisa é você atender 20 pessoas. Mas a gente já atendeu até 400 pessoas. É muita correria. O seu cliente está em pé, na rua, esperando o lanche dele, e ele quer que a comida fique pronta rapidamente”.

 Rogério Paes, do Veggies na Praça

 

Cliente está de olho

Você está com sua janela aberta, o cliente está vendo tudo o que você está fazendo. E o feed back que ele te dá é imediato. Não dá para se esconder na cozinha!

Desventuras na rua

Num food truck, é preciso saber consertar as coisas sempre, porque quebra muito. A cozinha não é feita para andar por aí, e o caminhão chacoalha bastante. Além disso, é preciso dirigir bem devagar, porque as coisas saem do lugar dentro do truck, e caem se não estiverem bem presas.”

Vida dura

Se você optar pelo truck, é preciso lembrar que, se o almoço começa ao meio dia, tem que ter alguém bem antes já preparando, e se acaba à meia noite, tem que ficar até bem mais tarde para limpar.  É um trabalho árduo. Tem que querer ter esse estilo de vida.”

Comida Vegana

Essa palavra ‘vegano’ está hoje muito incrustada nos jovens. Neste último ano, as minhas vendas do sanduíche vegano aumentaram absurdamente. Acredito que a tendência é aumentar e estabilizar grande. “

Prestar atenção na comida

Eu adoro cozinhar. Cozinhar é técnica. Não importa o que você vai fazer. O importante é saber qual o fornecedor, se ele é de perto . É importante prestar atenção no que a gente come. Eu vejo que as pessoas estão muito interessadas em mudar o hábito alimentar. “

Hermann Caser Júnior food truck Gorilla

Ele trabalha com comida de rua há cerca de 3 anos. Cuidando mais da parte administrativa do negócio, a ideia de Hermann é levar um conceito diferente, buscando criatividade, otimizando, proporcionando ao cliente uma comida gostosa e saudável.

Hermann Caser Júnior, do Gorilla Food Truck

Desenvolver fornecedores

É preciso trabalhar o fornecedor para atender com produto de qualidade dentro da nossa realidade, que é uma cozinha de preparo pequena e finalização menor ainda. A gente tem que armazenar uma quantidade limitada. Por isso desenvolvemos fornecedores.”

Um equipamento só

O momento em que decidimos colocar um forno combinado dentro do caminhão foi quando decidimos que queríamos trabalhar com uma comida mais saudável. Eu não conhecia ainda o equipamento. Vi o forno pela primeira vez numa Fispal. Quis imediatamente, sabendo que economizaria em fritadeira, chapa, char broiler, tendo tudo num equipamento só. Vimos que só conseguiríamos servir a comida que gostaríamos com um forno RATIONAL.”

Conselhos

É muito dinheiro que se investe. Antes de abrir algo, busque informações, estude muito bem o projeto antes. É preciso ter planejamento, organização e conhecimento da operação.”

 

 

Por Redação

Fotos: João Rubens Shinkado

 

Deixe uma resposta

Semana 49# Os restaurantes de cozinha vegetal ganham mercado

Publicidade
Publicidade

Para receber a newsletter Infood, digite seu e-mail no box abaixo e clique na seta.

© 2017 Infood - Todos os direitos reservados