O The Wall Street Journal teve acesso a um memorando interno do McDonalds onde se demonstra que apenas um em cada cinco pessoas da geração do milênio, nascidos entre 1988 e 2000, já experimentou o sanduíche Big Mac, um dos principais símbolos da rede.

O interessante é que as crianças são a grande fortaleza da rede, seu principal público e o principal sucesso para a geração de hábito de consumo. Portanto, é natural que estes jovens tenham crescido em suas lojas, mas parece que não foi bem assim.

A rede, que há 60 anos tem sua estratégia com os pilares ‘agilidade’ e o ‘baixo preço’, começa a perceber que o problema pode estar na mudança de consumo das novas gerações.

A agilidade no serviço, que levou tantos jovens para suas lojas, já não é um diferencial. As lojas de fast casual demonstraram que podem oferecer um produto de qualidade superior por um pouco mais de tempo. O consumidor está mais preocupado com a qualidade da comida oferecida do que com a praticidade.

Preocupada com a fuga deste público, a companhia testa o uso de carne fresca ao invés da carne congelada.  O interessante é que os hambúrgueres são responsáveis atualmente por apenas 20% das vendas. O contraponto é que a rede, nos EUA, obtém cerca de 70% das suas vendas por meio de drive-thru, e a mudança pode tirar a agilidade exatamente deste formato de venda tão importante para a operação.

Concorrentes ganham mercado oferecendo sanduíches mais elaborados por um preço mais rápido, enquanto o McDonalds não consegue sucesso com produtos como estes em suas lojas.

mcdonalds_desafio_das_novas_geracoesNos EUA, o drive-thru representa 70% do faturamento das lojas

O modelo do fast food está em cheque, não porque ele seja ruim, já que sua agilidade é um sucesso para quem tem pressa, mas o fato é que esta não é  mais a única motivação de compra.

Hoje, o fast casual está muito mais próximo dos jovens da geração milênio e a rede sofre para trazer este público para dentro de suas lojas. Mas, pelo que mostra o memorando, isto não aconteceu nos últimos anos. Estas crianças  cresceram e não se acostumaram com a rede.

No Brasil, os novos lançamentos tentam dar fôlego à rede, mas a disputa é cada vez mais complicada. Nos últimos anos, as hamburguerias ganharam espaço nas grandes capitais e rivalizam com o McDonalds pela conquista dos jovens consumidores.

 

 

Texto: Reginaldo Andrade

 

Deixe uma resposta

Um professor na cozinha. Um cozinheiro em sala.

Publicidade
Publicidade
© 2017 Infood - Todos os direitos reservados