O Guia Rio Show chega a sua 15ª edição trazendo algumas boas novidades. A mais emblemática, reflexo da maturidade da organização, foi o novo formato para julgamento dos premiados, que amplia a informação da publicação sobre a gastronomia no Rio de Janeiro.

Nas edições anteriores, um time de jurados elegia seus restaurante preferidos, apontando os vencedores nas mais diferentes categorias. Neste novo formato, a revista aposta em uma avaliação mais cuidadosa e detalhista.

200 melhores endereços da gastronomia no Rio

Com uma lista de 200 endereços cariocas, que foi da cadeira de veludo aos bancos de botecos, um grupo de 13 jurados anônimos munidos de um cartão de crédito (de limites generosos) comeram e fizeram suas anotações.

O foco principal flutuava entre a qualidade e originalidade da comida, somados à eficiência no serviço, temperatura das bebidas servidas e ambiente. O guia deixa claro que os avaliadores levam em consideração a capacidade das casas julgadas, fazendo os critérios de julgamento serem adaptados à realidade de cada endereço.

Os oito melhores

Nesta edição, apenas 8 casas receberam a premiação máxima. Contudo, sabemos que somente o fato de estar incluso no Guia já é um grande reconhecimento para os restaurantes.

A premiação aconteceu no Armazém 4 do píer Mauá, com o salão lotado de jornalistas, chefs de cozinha, familiares e amigos. As bebidas ficaram por conta dos patrocinadores do evento.

Entre cervejas, espumantes e vinhos, os convidados ainda tiveram a possibilidade de experimentar as degustações de 16 grandes nomes da gastronomia carioca, tais como Laguiole, Aconchego Carioca e o CT. Estes e outros restaurantes premiados estarão vendendo suas degustações a um preço fixo de 20 reais até o último dia do evento.

Rio Gastronomia

O Rio Gastronomia ainda conta com 13 food trucks espalhados na beira da Baia de Guanabara, duas feiras que possibilitarão os visitantes de comprarem direto do produtor (uma de cachaças artesanais e outra de micro produtores rurais, afiliados ao SEBRAE) e um projeto que será lançado no evento, o Feijú do Benola.

O chef Pedro Benoliel oferece novas possibilidades para a feijoada. E, com muita criatividade e uma excelente mistura de sabores, Benoliel aposta na releituras de clássicos e na desconstrução de sabores e texturas.

Os premiados da noite

ORO – Com um cardápio contemporâneo, o ORO de Felipe Bronze ganha mais um prêmio. Bronze dedicou seu prêmio à cidade do Rio de Janeiro e lembrou que a gastronomia precisa fazer também o papel de exaltar as qualidades desse lugar incrível que o Rio é, tão maltratado ultimamente pela violência, pobreza, e com governantes tão omissos para com sua população.

Felipe Bronze recebe os 5 garfinhos para o restaurante Oro

NOSSO – O bar e restaurante NOSSO, em Ipanema, ganha seu primeiro grande prêmio antes de completar seu primeiro ano de abertura. Com o mixologista Tai Barbinno no comando do bar da casa, e com o chef Bruno Katz, o Nosso, que fica de frente para a praça Nossa Senhora da Paz, conquistou o gosto do carioca.

JUNTA LOCAL –  O Rio Gastronomia fez uma homenagem mais que justa à Junta Local, uma comunidade que reúne pequenos produtores do campo e da cozinha, e gente a fim de comer bem e de um jeito consciente. O projeto conseguiu, de forma inteligente, reunir as pontas do mercado e valorizar os grandes responsáveis pela alta qualidade da gastronomia profissional: os produtores. O grupo lembrou os mais de 100 produtores que fazem parte do projeto, além da importância da democratização da comida, da ocupação da rua e da valorização do pequeno produtor. Eles deixaram o palco lembrando os convidados de que a gastronomia também é política e social, e não somente um movimento artístico e de entretenimento.

MEE – Mee recebe seu segundo grande prêmio em pouco mais de um mês.  Em julho, ganhou o prêmio de Melhor Oriental da cidade pela Veja Rio Comer & Beber 2017. A casa do Chef Kazuo Harada fica dentro do Copacabana Palace.

Chef Kazuo Harada do restaurante Mee

FASANO AL MARE– De frente para o mar de Ipanema, foi preciso uma década para o restaurante receber seu merecido reconhecimento no mundo da gastronomia. Com um cardápio recheado de clássicos da cozinha internacional, o restaurante está localizado no interior de um dos hotéis mais luxuosos do Rio, o Fasano Rio. O próprio Rogério Fasano, dono do empreendimento, foi ao palco receber sua segunda merecida premiação da noite.

Rogério Fasano recebendo os 5 garfinhos pelo Fasano Al Mare e pelo Gero

PRODUTORES URBANOS – Novamente, o Rio Gastronomia faz uma excelente homenagem ao grupo de pequenos produtores que atuam na floresta Tijuca. No inicio de 2017, uma super safra de caqui iria ser perdida pela falta de escoamento da produção.

E, com a ajuda dos Ecos Chefs do Instituto Maniva, inúmeros restaurantes cariocas se dividiram na compra da safra e foram desafiados às mais variadas criações para que os produtores não fossem prejudicados.

A jornalista e crítica gastronômica Luciana Froes foi ao palco junto com os produtores para falar sobre essa linda história. Os produtores lembraram que o plano diretor da cidade do Rio de Janeiro é 100% urbano e afirmou que essa homenagem é a prova de que existe uma agricultura urbana negligenciada pelos governantes. E ela é forte!

NAGA – Do mesmo grupo do famoso restaurante japonês de São Paulo, Nagayma, o Naga abriu, há 4 anos no Rio, dentro do Shopping Village Mall na Barra da Tijuca. Com uma sala elegante e uma vitrine de peixes frescos, o cardápio do chef Raul Ono chama a atenção da entrada à sobremesa.

O restaurante Naga também entre os oito melhores do Rio

GERO – Mantendo-se no topo das listas mais exigentes de críticos gastronômicos, o Gero ganha mais uma vez. O restaurante italiano de São Paulo desembarcou no Rio há 15 anos. De lá para cá, a casa tem acumulados prêmios e elogios. Conta com três casas no cidade: na Barra, no Shopping Leblon e em Ipanema.

SHISO –   O restaurante inaugurado no inicio do ano passado funciona dentro do Hotel Grand Hyatt, na Barra da Tijuca, e tem como ponto alto, além do impecável e tradicional cardápio oriental, um salão projetado pelo arquiteto paulista Arthur Casas. A casa rompe barreiras ao ter como sushiwomen a nissei, Miriam Moriyama.

LASAI – À frente da cozinha do Lasai, o chef Rafa Costa e Silva consegue elevar o patamar de qualidade de seu cardápio por produzir boa parte de seus insumos em duas hortas próprias. Uma no bairro do Itanhangá e outra na cidade de Petrópolis, estado do Rio. Com uma excelente relação com profissionais de todo mundo, Lasai também promove jantares especiais com chefs de vários países. O máximo de dedicação e profissionalismo fizeram mais uma vez Rafael vencer.

 

 

Serviço

RIO GASTRONOMIA 2017

Quando: de 4 a 6 e 10 a 13 de agosto
Horários:
Quinta: 16 às 23h
Sexta: 16 às 23h
Sábado: 12 às 23h
Domingo: 12 às 22h
Onde: Armazéns 3 e 4 – Píer Mauá.
Venda de ingressos:  no site ingressocerto.com/riogastronomia (descontos para assinantes O Globo, clientes Santander MasterCard e Claro Clube)
Site com todas as informações sobre o evento: riogastronomia.com.br
Facebook: /riogastronomia
Instagram: @riogastronomia
Twitter: @riogastronomia

 

 

Texto e Fotos: Gustavo Guterman

Deixe uma resposta

Como a tecnologia pode ser adaptada aos novos consumidores dos restaurantes

Publicidade
Publicidade

Para receber a newsletter Infood, digite seu e-mail no box abaixo e clique na seta.

© 2017 Infood - Todos os direitos reservados