midias_sociaisPaulo Yoller é chef de cozinha e proprietário do Meats – responsável por produzir um dos melhores hambúrgueres da cidade de São Paulo. O dono da hamburgueria conversou com a INFOOD sobre a importância do uso das redes sociais para qualquer negócio gastronômico: “É quase impossível um restaurante se manter sem isso. Em um restaurante novo, na minha opinião, é impossível”.

Yoller é o responsável por publicar, por exemplo, tudo o que é postado na página do Meats no Instagram. A medida, segundo o cozinheiro, faz com que a filosofia do empreendimento seja transmitida ao cliente: “Quem melhor do que eu para falar sobre o meu produto?”. 

 

instagrammeatsA página do Meats no Instagram é gerenciada por Paulo Yoller e um dos seus amigos

 

 

INFOOD – As páginas nas mídias sociais passam a ser o grande canal de comunicação com seu público, está correto?

PAULO – A gente não seria nada se não fossem as mídias sociais, e o modo com o qual a gente as leva. 100% do que é postado nas páginas do Meats é aprovado por mim. Eu faço o Instagram, junto com um amigo meu. A parte de comunicação, se não vier de mim, não passa a filosofia da casa. Quem melhor do que eu para falar sobre meu produto? Quem melhor do que eu para fazer a cagada de brigar com um cliente pela rede social? Se não fosse assim, não seria eu. As pessoas gostam de ver a foto delas nas redes sociais, elas gostam de ver que a gente está ligado no que elas estão fazendo. É quase impossível um restaurante se manter sem isso. Em um restaurante novo, na minha opinião, é impossível.

 

INFOOD – Sua página no Facebook tinha, em meados de maio, 12.302 curtidas e 11.023 visitas. Qual é a importância desta página na estratégia do seu negócio. Você consegue fortalecer sua comunicação com esta ferramenta?

PAULO – É muito boca a boca. É muito orgânico. A única coisa que a gente patrocina é o que a gente posta. Tudo o que eu posto não vai para 12 mil pessoas – mas para um número reduzido que vai ver isso em sua timeline. Quando você patrocina, você faz esse número reduzido aumentar. Mas a gente é contra pagar para aparecer na página de uma outra pessoa. Todo dia o Facebook cresce, é um trabalho diário. Qual é a graça de você ter orgulho de comprar like? Tem gente com 50 mil seguidores no Instagram e só 150 likes. Algo aí está errado.

 

INFOOD – Como é conseguir conciliar uma rotina tão puxada como a da cozinha com a sua vida?

PAULO – Isso se chama amor. A primeira entrevista que eu dei na televisão foi para o quadro Perfil Y do programa Login da TV Cultura, há muito tempo. Cozinha é um trabalho de amor, porque, quando as pessoas estão trabalhado, você está trabalhando. Quando as pessoas estão se divertindo, você continua trabalhando. Quando elas estão dormindo, você ainda está trabalhando. Hoje eu posso conciliar, porque tenho duas equipes em cada restaurante. Consigo ir ao cinema, ir a um restaurante. Mas eu não tenho hora. Dono de restaurante não tem horário.

 

Por Vinícius Andrade

 

Deixe uma resposta

Semana 49# Os restaurantes de cozinha vegetal ganham mercado

Publicidade
Publicidade

Para receber a newsletter Infood, digite seu e-mail no box abaixo e clique na seta.

© 2017 Infood - Todos os direitos reservados