O dado que aponta o número de empresas fazendo prejuízo aparece em queda pela quarta vez consecutiva, reduzindo de 31% para 28%. A série histórica reforça a previsão da Abrasel de que o setor feche o ano com este número próximo de 20%. A avaliação da melhoria da rentabilidade das empresas pesquisadas aumentou 6 pontos percentuais.

Previsão de aumento no faturamento

Nas previsões do setor, foi percebido um evidente reflexo das incertezas políticas provocadas pelas denúncias em torno da Presidência da República. Os empresários, que antes haviam indicado uma expectativa de terminarem o ano com aumento de 2,37% no faturamento, reajustaram a previsão e, nesta edição da pesquisa, sinalizaram que esperam um aumento médio em torno de 0,47%.

Contratações

A expectativa de contratação também foi afetada com a previsão de redução anual no quadro de pessoal saltando de 0,55% para 1,03% e as avaliações negativas do ambiente de negócios do setor tiveram um aumento considerável, subindo de 21% para 33%.

Após um período de significativa atenuação da queda do quadro de pessoal (com a média nacional saindo de 5,30% de redução no último trimestre de 2016 para 2,98% no primeiro trimestre de 2017), os resultados se mantiveram muito próximos dos do período anterior, com 3,02% de redução.

Quase a metade das empresas (47%) manteve o seu quadro de funcionários, demonstrando que o setor ainda está demitindo mais do que contratando, se esforçando para produzir mais com menos e para manter o seu quadro.

Regulamentação das gorjetas

Uma novidade que marcou o período pesquisado foi a vigência da lei que regulamentou as gorjetas, permitindo que parte do valor arrecadado fosse usada para pagar encargos trabalhistas, previdenciários e sociais. A consequência esperada ligada aos consumidores é que um conjunto de empresas, especialmente as que trabalham com mão de obra mais qualificada, venha sugerir aos consumidores uma taxa de serviço superior aos tradicionais 10%.

Com menos de dois meses de vigência da lei, 2% das empresas já sugerem mais de 10% – número que a Abrasel acredita que crescerá lentamente ao longo dos próximos anos, à medida em que o mercado de trabalho se aquecer e a retenção de mão de obra qualificada demandar uma remuneração maior.

No entanto, ainda é baixo o número de empresas que usufrui dos benefícios da lei. Pouco mais da metade (51%) delas está retendo percentuais para pagamento dos encargos; na avaliação da Abrasel, reflexo da ausência de convenções e acordos coletivos de trabalho ou da falta de informação.

Crescimento do Delivery

Outra novidade revelada pela pesquisa foi que a utilização do delivery como estratégia de aumento das vendas tem ganhado grande importância: 46% das empresas já trabalha com o serviço e chama atenção o número (44%) dos que o fazem há menos de 2 anos.

Apenas 29% dos estabelecimentos trabalham com pedidos feitos exclusivamente por meio do telefone, demonstrando uma ampla disseminação das ferramentas digitais de delivery, seja e-commerce próprio ou plataformas coletivas.

Faturamento

Nas últimas quatro rodadas da pesquisa, o índice médio de faturamento teve uma suavização na queda, o que reflete sinais de recuperação do setor. Enquanto em abril/maio/junho de 2016, a média nacional de faturamento mostrava queda de 5,44%, no trimestre seguinte esta queda chegou a 3,93%, fechou o primeiro trimestre deste ano em 1,84% e atingiu agora 1,54%. A estabilidade cresceu, tendo aumentado dois pontos percentuais do primeiro trimestre de 2017 para o período pesquisado.

Rentabilidade no 2º Trimestre

Uma leve redução no número de empresas operando em prejuízo integra uma série histórica positiva para o setor. 39% no terceiro trimestre de 2016; 33% no quarto trimestre de 2016; 31% no primeiro trimestre de 2017 e 28% no segundo trimestre, analisado nesta edição da pesquisa. Em contrapartida, o número de empresas com rentabilidade acima dos 5% aumentou de 51% para 55%.

 

 

Pesquisa de Conjuntura Econômica do Setor de Alimentação Fora do Lar

Período analisado: Abril/Maio/Junho de 2017

Se quiser baixa a pesquisa completa clique no link:

Análise Pesquisa de Conjuntura Econômica setor AFL – Período abril-maio-…

Abrasel

http://www.abrasel.com.br/

 

 

Por Redação

Deixe uma resposta

Taco Bell expande no Brasil através de franquias

Publicidade
Publicidade

Para receber a newsletter Infood, digite seu e-mail no box abaixo e clique na seta.

© 2018 Infood - Todos os direitos reservados