pergunte_ao_especialista_selo“Pergunte ao especialista” é uma seção da INFOOD que tem como objetivo ajudar você e seu negócio.  Se você tem alguma dúvida, envie para nossa redação pelo e-mail infood@infood.com.br. Esta semana respondemos uma dúvida sobre sobremesa .
Esta semana a pergunta é da leitora Antônia Rodrigues da Silva

Pergunta: Por que a sobremesa faz parte da refeição?

Historicamente, a sobremesa é parte integrante de uma refeição completa, onde normalmente se serve: entrada, 1º prato, 2º prato, prato principal, prato de transição, sobremesa, café e digestivo. Como se pode ver, a configuração acima é diferente do que estamos acostumados a ter nos restaurantes atualmente, pois trata-se de uma composição clássica para uma refeição.

Essa configuração vem das grandes cortes europeias e das parcelas mais abastadas daquela sociedade, e ao longo do tempo sofreu adequações e modernizações para chegarmos ao que vemos hoje em dia ofertado em restaurantes, hotéis e afins.

Atualmente, ela está assim: entrada, prato principal, sobremesa, café. Essa simplificação é cultural e foi sendo composta de acordo com o tempo disponível do comensal, que acabou tendo menos tempo dedicado à refeição. Antigamente, as pessoas se sentavam à mesa por cerca de duas horas e meia ou mais para se alimentar com uma refeição completa naquela configuração. Com a modernização do mundo, advinda das novas sociedades onde o trabalho tomou boa parte do tempo da aristocracia, o tempo dedicado a uma refeição completa não passa de uma hora, isso quando é possível.

Gastronomicamente falando, a sobremesa é o complemento da refeição para o equilíbrio do corpo e sua manutenção. Durante uma refeição completa, mesmo que numa configuração mais simplificada, consumimos muito mais alimentos salgados do que doces, colocando em déficit alguns dos valores nutricionais importantes para a nossa saúde.

Em uma dieta comum com cerca de 2000 kcal/d (calorias por dia), nós devemos consumir certa parte em açúcares para equilibrar nossa produção de enzimas, responsáveis por manter nossos índices de glicose nos níveis normais. Tal parte em açúcares que devemos consumir diariamente pode vir de doces e/ou frutas, que podem ser colocados como uma sobremesa, facilitando a composição da refeição.

Outro fator muito importante para a existência da sobremesa como parte integrante de uma refeição completa é o funcionamento de nosso sistema digestivo, pois, ao consumirmos alimentos doces, auxiliamos a flora gastrointestinal a se manter saudável e plena, evitando problemas comuns como as constipações intestinais, uma vez que os açúcares, principalmente os naturais, vindos de frutas, ajudam a compor a quantidade correta de fibras alimentares que necessitamos para manter o sistema digestivo funcionando.

 

Por Redação
Foto: Fernanda Moura

Consultoria – Chef Marcelo Santos
FORNO FOGÃO E COMPANHIA CONSULTORIA GASTRONÔMICA 
chefmarcelosantos@gmail.com
http://www.ffcconsultoriagastronomica.com/

 

Deixe uma resposta

Thomas Troisgros: “Há uma grande procura por casas com comida mais despojada”

Publicidade

Publicidade
-->
-->

Para receber a newsletter Infood, digite seu e-mail no box abaixo e clique na seta.

© 2017 Infood - Todos os direitos reservados