Quanto tempo clientes gastam nos restaurantes

Quanto tempo os clientes gastam nos restaurantes? Se você pensa que eles estão demorando mais tempo para fazer o pedido e comer os pratos, você pode não estar enganado. E é possível se aproveitar deste tempo extra.

Depois de um cliente reclamar sobre a demora para a refeição chegar à mesa, um restaurante decidiu investigar esse fenômeno. Ao analisar dados e câmeras de vigilância de 2004 até 2014, o restaurante chegou a interessantes conclusões. Anonimamente, o “movimentado restaurante de Nova Iorque” postou no site Craigslist – rede de comunidades online – alguns fatos.

Tempo gasto com aparelhos celulares

Enquanto um consumidor reclamava que as comidas demoravam mais tempo para serem servidas, descobriu-se que a culpa não era completamente do restaurante. Na realidade, os clientes eram aqueles que demoravam mais em suas refeições, e isso era motivado pelo tempo que eles gastavam em seus aparelhos celulares.

Tempo gasto antes da chegada do menu

Antes mesmo do menu chegar até a mesa, os clientes já estão olhando para os seus celulares. Alguns perguntam para os garçons a senha da conexão Wi-Fi. Outros simplesmente tiram fotos e respondem mensagens de amigos. O tempo entre o momento em que o cliente senta à mesa e o instante em que a refeição chega é em torno de 21 minutos.

Os clientes também tiram fotos dos pratos e, após escolherem efeitos e os melhores ângulos, compartilham nas mídias sociais. Alguns grupos de amigos também pedem para os garçons tirarem fotos do encontro deles no restaurante.

E como tirar proveito disso?

  1. É possível incentivar os clientes a compartilharem fotos dos pratos do seu restaurante, o que serve como uma forma de marketing.
  2. As pessoas também podem ser encorajadas a deixarem algum comentário ou opinião no site do seu estabelecimento.
  3. Além disso, como os consumidores estão gastando mais tempo dentro de sua loja, é possível vender mais. Aproveite para oferecer grandes aperitivos e mais sobremesas.

Via Buzztime

Tradução: Vinícius Andrade

Deixe uma resposta

Desmistificando a cadeia fria na gestão da qualidade dos alimentos

Publicidade
Publicidade

Para receber a newsletter Infood, digite seu e-mail no box abaixo e clique na seta.

© 2017 Infood - Todos os direitos reservados