No último sábado (12/8/2017) o restaurante Mocotó completou 44 anos, uma história que começou com um casa de produtos regionais, tomou forma como um pequeno botequim e, de forma simples, como em geral acontece com as boas histórias, colocou a Vila Medeiros no roteiro gastronômico da cidade.

Quem nunca ouviu de um amigo como foi difícil chegar até a Vila Medeiros? Mas isto sempre é seguido da satisfação de poder conhecer o Mocotó.

José Oliveira de Almeida, ou como prefere Zé Almeida, é o pai de Rodrigo Oliveira, e o fundador do restaurante. Não escolheu a Vila Medeiros com a pretensão de que um dia seu negócio fosse reconhecido mundialmente e que faria parte da edição do Guia Michelin. Quem conhece São Paulo sabe que isto faz do sucesso deste restaurante um motivo adicional para análise e estudo.

O que faz o sucesso de um restaurante

Alex Atala, no prefácio do livro: “Mocotó, o pai, o filho e o restaurante” dá uma boa dica do segredo da casa: “O Mocotó deixou de ser uma novidade para ser uma tendência, chegando hoje com justiça à posição de statement. Pois a experiência ali não se resume a sentar e comer. É uma conexão com o país, uma gente, uma cultura, uma paleta de cores, sabores e valores que você não encontrará em outro lugar.”

Alex define o conceito do Mocotó: uma experiência que você não vai encontrar num outro lugar. Nos negócios, chamamos isto de posicionamento, simplesmente o diferencial, aquilo que confere ao restaurante a capacidade de ser comparado e permite comparação.

É muito difícil que você veja uma casa de sucesso que não tenha um posicionamento claro.  É  preciso materializar isto numa ideia, que dá força ao conceito misturando cardápio, ambientes e atendimento.

Rodrigo Oliveira no lançamento do livro “Mocotó o pai, o filho e o restaurante”

A comida impulsiona o sucesso

O Rodrigo Oliveira nos conta um pouco de sua experiência quando começou a trabalhar na operação, em 1993. quando a casa era apenas um botequinho: “Trabalhávamos eu, meu pai e mais três pessoas. (…) Um cardápio enxuto, com quatro itens – mocotó, favada, sarapatel e feijão de corda -, garantia que a comida estivesse sempre fresca.”

Coerência do cardápio, a partir da experiência da família, do seu conhecimento da gastronomia nordestina, e ao mesmo tempo o cuidado para oferecer uma comida de qualidade. Um outro segredo que trouxe o sucesso foi começar pequeno, com apenas 10 lugares.

O sucesso de duas gerações

Seu Zé Almeida não imaginava Rodrigo trabalhando no restaurante, mas foi a partir das viagens do pai que o jovem começou a fazer mudanças na casa.

Rodrigo foi atrás de informação, estudou o mercado de aguardentes, foi conhecer produtores pelo país, e também viajou pelo país para identificar as raízes da gastronomia que era especialidade de seu restaurante, a gastronomia pernambucana e a nordestina.

O conceito já estava claro, a casa já tinha clientes fiéis, mas o jovem não se contentou com o formato. Ele queria aprofundar o conceito e conquistar a excelência.

E assim reuniu-se o melhor das duas gerações: a experiência e controle dos negócios de Zé Almeida e a genialidade e inventividade do filho Rodrigo. Juntos, transformaram a casa sem que fosse preciso fechar o estabelecimento um único dia. Todas as obras foram feitas na madrugada.

O sucesso do Mocotó

Em sua entrevista aqui na Infood, Rodrigo falou do segredo do sucesso: “O segredo? Rodrigo brinca que, quando descobrir, irá trancar a fórmula em um cofre forte! Para ele, é a somatória de fatores que acaba contribuindo para seu sucesso”.

Além desta somatória de fatores, devemos lembrar que são quatro décadas de vida, e a longevidade é sempre um dos pontos que destacam uma operação saudável. Hoje, o Mocotó é um grupo gastronômico com cinco operações, pois além dos restaurantes Mocotó e Esquina Mocotó, o Mocotó Café já conta com duas unidades e o food truck Mocotó Aqui trabalha com eventos.

As casas colecionam prêmios, mas o principal deles é fazer parte do Guia Michelin – o Esquina Mocotó conquistou uma estrela Michelin desde a edição de 2016 da publicação, e o Mocotó foi apontado como Bib Gourmand desde a primeira edição do Guia.

A inspiração da Vila Medeiros

A casa já inspirou outros negócios na Vila Medeiros que seguem o modelo da casa original, mas um dos petiscos do restaurante, os dadinhos de tapioca e queijo coalho, já são reproduzidos por diversos empreendimentos pelo país e pelo mundo.

Os próximos passos de Rodrigo Oliveira são a inauguração do restaurante Balaio no Instituto Moreira Salles na Avenida Paulista, e um restaurante em Los Angeles em 2018. O potencial de geração de novos negócios a partir da marca original também é um bom indicador da força do conceito.

A simplicidade do conceito original foi expandida a partir de correto entendimento do DNA da marca Mocotó. Algo que Alex Atala define com maestria na introdução do livro lançado esta semana: “Mocotó é um lugar único, capaz de juntar numa mesma experiência pessoas de diferentes classes, origens, ocupações, sem, contudo, ter a preocupação de fazer disso um discurso fácil, nem ceder a regionalismos retrógrados.”

 

 

Mocotó: o paí, o filho e o restaurante

Editora Melhoramentos

 

Novidades do mercado

Aranda

Renata Mesquita escreve no caderno Paladar do jornal O Estado de São Paulo sobre o Aranda Asador y Tapas que abriu as portas há um mês mostrando um pouco de cada Espanha – do mara à montanha, da tradição das tapas, sangrias e tortillas às invenções da cozinha de vanguarda que revolucionou a gastronomia mundial.

Rua Amauri, 328 – Itaim

site – http://www.arandarestaurante.com.br/

Veja a matéria completa no site do jornal: http://paladar.estadao.com.br/noticias/restaurante-e-bares,novo-aranda-asador-y-tapas-traz-partes-da-cozinha-espanhola-a-rua-amauri,70001930337

Fitó

Luiza Fecarotta no jornal Folha de São Paulo faz a crítica da casa recentemente inaugurada em Pinheiros. Fitó realça comida brasileira com amorosidade e preços abaixo da média da cidade.

A casa é comandada pela cearense Cafira Foz de 33 anos, num imóvel próximo ao largo da Batata.

Rua Cardeal Arcoverde, 2773 – Pinheiros

Site – http://fitocozinha.com.br/

facebook – https://www.facebook.com/fitocozinha/

Veja a matéria completa no site do jornal: http://www1.folha.uol.com.br/saopaulo/2017/08/1907059-fito-realca-comida-brasileira-com-amorosidade-e-precos-abaixo-da-media.shtml

 

Notícias em destaque na semana

Sócios mudam rede de padarias Benjamim

Planejada com a intenção ser a “maior rede nacional de padarias”, a rede Benjamin, dos sócios Abílio Diniz e Jorge Paulo Lemann, fez ajustes em seu plano de negócios. Foram definidos novos formatos que se afastam do modelo de padaria tradicional.

A família fundadora Benjamin Abrahão saiu do negócio meses atrás. Também deixou a empresa Felipe Abrahão, neto do fundador, que atuava na produção desde 2001.

Você pode ler a matéria no site do jornal: http://www.valor.com.br/empresas/5073096/socios-mudam-rede-de-padarias-benjamin

Roberta Sudbrack comanda a cozinha do Hotel Arpoador

Vai ser de Roberta Sudbrack toda a comida servida no Hotel Arpoador, novo nome do antigo Arpoador Inn, de frente para a praia. Em obras, ele reabre em novembro já com Sudbrack à frente das caçarolas. “Meu Rio vai correr para o mar”, brinca a chef, que deve dar prioridade a ingredientes frescos vindos dos pescadores locais.

site – http://hotelarpoador.com/

Fonte : http://blogs.oglobo.globo.com/gente-boa/post/roberta-sudbrack-assume-cozinha-de-hotel-no-arpoador.html

Plataforma on-line permite que você adote uma galinha

Carolina Muniz escreve para o jornal Folha de São Paulo sobre plataforma on-line que permite ao cliente ser agricultor virtual de  um pedaço de terra que realmente existe e fica em Tatuí, no interior de São Paulo.

O francês Antoine Dubacq é o idealizador da plataforma, que começou suas operações em maio deste ano.

site – https://www.gardemanger.com.br/

Você pode ler a matéria no site do jornal:  http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/08/1907340-empresa-permite-adotar-galinha-e-cuidar-de-horta-a-distancia.shtml

 

Boa leitura

Revista Pequenas Empresas Grandes Negócios edição de agosto

Destaque para 3 matérias que merecem sua atenção:

Gold&Ko linha de chocolates criada por bisnetos dos fundadores da Kopenhagen aposta em comunicação informal e parceria com varejistas para conquistar consumidores paulistas.

A Solli, especializada em venda de orgânicos, tem como missão popularizar movimentos de alimentação saudável em grandes cidades brasileiras.

Destaque também para a matéria especial sobre as novas relações de trabalho que apontam o impacto da reforma trabalhista nas decisões do empreendedor e na vida do trabalhador.

Você encontra a revista nas principais bancas.

 

 

Reginaldo Andrade

randrade@infood.com.br

A coluna Restaurant Man traz as principais notícias da semana 32 (7/8 a 13/8 de 2017), um resumo do que foi noticiado nos principais jornais e revistas e do que foi apurado por nossa equipe

 

 

Uma ideia sobre “Semana 32# O segredo do sucesso do restaurante Mocotó”

Deixe uma resposta

Márcio Silva: “No Buzina nós fazemos o que a gente gosta, cozinhamos o que a gente come”

Publicidade
Publicidade
© 2017 Infood - Todos os direitos reservados