No último dia 25 de janeiro,  a cidade de São Paulo ganhou um presente no dia do seu aniversário: Jefferson Rueda inaugurou a primeira unidade da Hot Pork. O novo empreendimento é uma lanchonete que já nasce desenhada para uma potencial expansão em rede.

A casa é baseada na comercialização do tradicional hot dog, que Rueda corretamente define como Hot Pork, pelo uso da carne de porco e para destacar seu trabalho. A salsicha vegana, da mesma forma, é chamada de Not Pork. Estes cuidados geram valor, pois diferenciam a casa, ajudando no desenvolvimento do seu  posicionamento.

A loja foi inaugurada no dia 25 de janeiro

Um forte conceito

Apoiado no sucesso do restaurante A Casa do Porco Bar, que foi criado baseado na comercialização de uma única proteína, Rueda dá um novo passo. A Hot Pork comercializa um sanduíche que foi testado no cardápio da casa principal, mas a nova proposta aproveita a base e segue num formato mais adequado ao conceito da comida rápida.

Tem um cardápio simplificado, outra tendência nos melhores negócios no ramo de lanchonetes. O consumidor opta por 2 tipos do sanduíches e pode escolher entre cervejas, com uma opção artesanal a Witpork, refrigerantes orgânicos e uma Sidra de abacaxi com hibisco, produção da casa.

Preparação do Hot Pork feito com carne de porco

O aproveitamento do potencial do Centro

A família Rueda vem expandindo seu negócios no centro velho da cidade de São Paulo. Além do Hot Pork e A Casa do Porco Bar, Janaina Rueda conta com o Bar da Dona Onça e, nos próximos dois meses, Jefferson deve inaugurar uma sorveteria com sua confeiteira na Casa do Porco, Saiko Isawa.

A opção por lançar seus negócios no Centro tem ajudado no sucesso das casas. Mas a verdade é que os projetos de Rueda estão dando força para o desenvolvimento do centro velho como um polo de gastronomia. Jefferson e Janaina, com suas casas, estão conseguindo fazer algo que o poder público não conseguiu: eles estão valorizando o centro velho da cidade de São Paulo.

Quando a sorveteria for inaugurada na  Rua Epitácio Pessoa, ao lado do Hot Pork, uma nova esquina no centro de São Paulo deverá se transformar numa nova referência gastronômica da cidade.

A esquina da Bento de Freitas com a Epitácio Pessoa, onde funcionará a sorveteria

Produção artesanal

Tendência mundial, a produção artesanal é uma das bases do projeto de Jefferson. Das salsichas ao ketchup, tudo é produzido na própria casa. As salsichas são uma atração extra. Sua produção é feita à vista do público, em uma vitrine. Aliás, todo o processo de preparação é visto pelo público, destacando o cuidado na montagem dos sanduíches.

Uma salsicha 100% artesanal feita apenas com carne de porco,  sem aditivos e com validade de um dia. Um sanduíche montado no pão da casa e servido com ketchup de maçã e especiarias, e mostarda fermentada com tucupi.

A salsicha artesanal é um dos destaque da casa

Potencial de alto giro

A casa usa o modelo autoserviço, com os consumidores fazendo seus pedidos e retirando seus lanches no balcão. Uma proposta que garante um evidente ganho de custo, sendo justificada pela boa relação dos preços. Uma casa simples, onde o consumidor é convidado a comer em pé, ou em banquetas e mesinhas espalhadas no interior da casa e também na calçada.

É um projeto pensado para permitir um alto giro no atendimento, mas que já pensou até mesmo nas embalagens para viagem que vão ser boa opção para movimentar os pedidos na região.

Os preços são também parte importante do conceito. A proposta da casa é de inclusão, por permitir que um maior número de clientes conheçam o trabalho de Jefferson Rueda.  Os sanduíches são vendidos por R$ 15 reais, e devem conquistar consumidores das mais diferentes classes sociais.

Neste primeiro momento, até o dia 31/1 a casa funciona em horário reduzido, das  11 horas até às 17 horas. Mas a partir de 1º de fevereiro, vai passar a funcionar até as 22 horas.

A produção da salsicha em destaque numa vitrine da casa

Forte potencial de expansão

O projeto demonstra a possibilidade de expansão dos conceitos para outras regiões de São Paulo e até para outros estados. Um negócio como o Hot Pork não requer um acompanhamento direto do chef como um restaurante autoral. É possível treinar a equipe para manter o padrão da operação.

O modelo é feito para funcionar mais otimizado, garantindo um ganho por metro quadrado muito interessante com o uso de uma equipe muito menor do que a maioria das operações.

Alguns podem entender como aposta, mas entendo que Jefferson Rueda deve impulsionar a categoria dos hot dogs. Fato é que ele criou diferenciais e um posicionamento único com o desenvolvimento do produto. Mas não estranharia se, muito em breve, estivermos nos referindo ao mercado de doguerias na cidade de São Paulo.

Uma nova marca com conceito e posicionamento

Novidades

Alberto Landgraf dá os últimos retoques no Oteque

Acompanhando as postagens de Alberto Landgraf no Instagram, já é possível ter uma ideia da nova casa que o chef está preparando para o mercado do Rio de Janeiro.

A cozinha é uma das mais modernas instaladas no Brasil, com o destaque no fogão de indução que garante ganhos de eficiência e uma maior agilidade no fechamento. A casa trabalha com um projeto que aproveita todos os espaços, criando um ambiente de movimentação mínima para equipes, como pedem os modernos projetos. Isto fica evidente na montagem das gavetas nas bancadas.

Ainda sem data confirmada de inauguração, o Oteque deve estar começando suas operações nas próximas semanas.

Rua Conde de Irajá, 581 – Botafogo – Rio de Janeiro

site – http://www.oteque.com/

Sorveteria Alfredo Veggani

A Folha de São  Paulo destacou a nova marca que estreou nas feiras e inaugurou seu espaço próprio, na Vila Mariana. O local serve a sobremesa à base de leite de castanhas e é mais uma opção vegana da cidade.

Rua Dona Inácia Uchôa, 271 Vila Mariana – São Paulo

facebook – https://www.facebook.com/Alfreddo-Veggani-1225184484215781/

Animal  Chef

A Folha de São Paulo também destacou a hamburgeuria vegana que foi inaugurada no dia 13/1 com uma proposta simples, com um cardápio com apenas dois lanches.

Rua Augusta, 1036 Consolação – São Paulo

facebook – https://www.facebook.com/animalchef/

Restaurante Extasia

A Folha de São Paulo também divulgou a nova casas de Flávio Miyamura. Funcionando no andar de cima de uma da importadora Grand Cru na Vila Nova Conceição, o Extasia foi inaugurado no último dia 4/1. O menu é dividido em “raw bar” (com ingredientes crus), pratos para compartilhar, principais e sobremesas.

Rua Diogo Jácome, 361 – Vila Nova Conceição – São Paulo

site do grupo – http://www.grupobacobuque.com.br/

Notícias

Restaurantes se recuperam e projetam margem maior

O jornal Valor Econômico destaca a recuperação do setor. A crise que fez um entre cada seis restaurantes fechar no país nos últimos dois anos, dá sinais de ter arrefecido, com indícios do início da retomada nas vendas e na  rentabilidade dos negócios. Apesar do aumento da informalidade que afeta operação já estabelecida, o crescimento do tráfego tem sustentado o início de uma recuperação desde o final de 2017.

Empresas ouvidas pelo Valor disseram que, além de volume maior de vendas, a deflação de alimetnos e a queda em despesas operacionais – especialmente com os reajustes salariais mais baixos no segundo semestre de 2017 – ajudam a sustentar melhoras nas margens.

Você pode ler a matéria cadastrando-se no site do jornal: 

http://www.valor.com.br/empresas/5271137/restaurantes-se-recuperam-e-projetam-margem-maior

Sapore prepara oferta para comprar IMC

Plano que envolve troca de ações entre empresa fundada por Daniel Mendez e dona do Viena e do Frango Assado. A Sapore, fornecedora de refeições para empresas, prerara uma oferta para comprara a IMC, dona do Viena, do Frango Assado e da RA Catering segundo apurou o Valor. A intenção  é oficializar a oferta ainda neste mês. Até  o momento, o plano desenhado envolve a criação de uma empresa única, com a incorporação da Sapore pela IMC, com troca de ações entre as empresas.

Você pode ler a matéria cadastrando-se no site do jornal:

http://www.valor.com.br/empresas/5271135/sapore-prepara-oferta-para-comprar-imc

 

Reginaldo Andrade

randrade@infood.com.br

A coluna Restaurant Man traz as principais notícias da semana 04  (22/01 a 28/01 de 2018), um resumo do que foi noticiado nos principais jornais e revistas e do que foi apurado por nossa equipe.
Foto: Heverton Leal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O balanço dos números da Educação Superior em Gastronomia no Brasil

Publicidade
Publicidade

Para receber a newsletter Infood, digite seu e-mail no box abaixo e clique na seta.

© 2018 Infood - Todos os direitos reservados