Os cafés especiais naturais brasileiros vêm caindo no gosto dos compradores e apreciadores mundiais. No leilão do Cup of Excellence Naturals 2014, realizado na quarta-feira, 4 de março, o produto cultivado pelos irmãos Antônio Márcio e Sebastião Afonso da Silva, no Sítio Baixadão, em Cristina, região da Mantiqueira de Minas Gerais, foi arrematado pela Starbucks Coffee Trading Company por US$ 23,80 por libra-peso, quebrando o recorde do certame. Esse lance correspondeu a *R$ 9.384 (US$ 3.148) por cada saca de 60 kg e proporcionou uma arrecadação total para este lote de *R$ 144.733 (US$ 48.552).

A trader de cafés especiais da Starbucks, Ann Traumann, em sua passagem pelo Brasil durante a fase internacional do concurso realizado pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA), em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Alliance for Coffee Excellence e Sebrae, disse que teve uma experiência incrível e que se encantou com o produto nacional. “Descobri muitos lotes de cafés naturais maravilhosos. Os produtores brasileiros mostraram e me provaram que o Brasil é um país de cafés especiais”, revelou na ocasião.

Todos os lotes foram comercializados ao término do leilão, gerando uma receita total de aproximadamente *R$ 1,120 milhão (US$ 375.481,20). O preço médio ficou em US$ 7,52 por libra-peso (*R$ 2.966 ou US$ 995 por saca), cotação 447% superior à registrada no fechamento da Bolsa de Nova York no dia (US$ 1,3755 por libra peso), principal plataforma de comercialização de café no mundo. O resultado completo pode ser acessado no site da ACE (http://www.allianceforcoffeeexcellence.org/en/cup-of-excellence/country-programs/brazil-late-harvest/2015/auction-results/).

Os melhores cafés naturais brasileiros da safra 2014 foram adquiridos por empresas oriundas da França, Suíça, Noruega, Bélgica, Reino Unido, Japão, Coreia do Sul e Austrália, envolvendo os continentes da Europa, Ásia e Oceania. Segundo Silvio Leite, presidente da BSCA, os mais rigorosos experts do mundo estão descobrindo o potencial e o real sabor dos cafés naturais brasileiros. “Somos os maiores e mais sustentáveis produtores do mundo e, com a atuação da BSCA junto com a Apex-Brasil, ACE e Sebrae no Cup of Excellence, os compradores e degustadores internacionais vêm tomando ciência que nossa diversidade e nossa qualidade fazem do Brasil a nação do café”, conclui.

* Dólar a R$ 2,981, conforme fechamento de 4 de março.

Deixe uma resposta

Como a tecnologia pode ser adaptada aos novos consumidores dos restaurantes

Publicidade
Publicidade

Para receber a newsletter Infood, digite seu e-mail no box abaixo e clique na seta.

© 2017 Infood - Todos os direitos reservados