O Maní lança sua primeira linha de gelados. Os sorvetes do Maní, em potinhos para levar para casa, estão disponíveis em dez sabores, que são vendidos na Padoca do Maní em embalagens com 150 g.

Todas as vezes que são questionados sobre qual foi o momento mais marcante na história do Maní, Helena Rizzo e Daniel Redondo respondem: “A compra da máquina profissional de sorvetes“. A chegada do equipamento à confeitaria do restaurante foi um evento – para eles e a equipe. Desde então, estão sempre testando novos sabores. Não há fruta, chocolate ou qualquer outro ingrediente que escape da sorveteira.

sorvete-do-mani_infood

Quando se pensa num lançamento de uma nova linha de produtos, todo o restaurateur, chef ou dono de restaurante precisa ter em mente o conceito de sua marca. Na teoria, chamamos isto de arquitetura de marcas, e é interessante que se pense um pouco sobre isso para evitar problemas, principalmente quando falamos em orçamento e desenvolvimento de produtos.

Arquitetura de marca

Os sorvetes, até este lançamento, limitavam-se à presença algo soberana no cardápio de sobremesas do restaurante. Com a decisão de Helena e Daniel, agora o produto ganha as ruas.

A decisão de usar o nome do restaurante, primeira operação do grupo para a linha de sorvetes, obedece a estratégia já usada para o lançamento dos outros negócios do grupo: Café Manioca e a Padoca do Maní.

Quando se pensa em arquitetura de marca, temos três modelos de possibilidades:

  1. Casa de marcas: quando a empresa opta por criar uma marca individual para cada um de seu produtos;
  2. Casa com marcas: quando a empresa opta por criar produtos usando uma marca única;
  3. Marcas endossadas: quando se cria uma marca individual e ela conta com o endosso da marca principal.

Para ficar mais claro, apresentamos três modelos no ramo da alimentação:

arquitetura-de-marcas

Não existe regra ou erro no uso das estratégias, mas é importante perceber que, no caso da Unilever, as marcas independentes têm vida própria e não se favorecem do sucesso da marca mãe.

No caso do Maní, a marca do restaurante é que impulsiona os negócios do grupo, mas no restaurante Manioca já percebemos uma independência. Porém, em seu lançamento, ele era chamado de Maní Manioca. Se o negócio com os sorvetes crescer, o grupo pode pensar numa sorveteria, que poderia seguir a linha da padaria e se chamar Sorverteria do Maní, mas isto gera uma dependência de valores com o restaurante, principal negócio do grupo.

Se o grupo tivesse optado por uma outra marca nos sorvetes, a sorveteria poderia seguir um outro caminho, até mesmo uma opção mais popular sem gerar nenhum conflito.

Quando vemos a opção do endosso, percebemos que, com o tempo, a marca pode se diferenciar totalmente das outras marcas. É o caso da Nespresso, pois, apesar da clara ligação com a Nestlé, hoje a comunicação segue diferenciada, permitindo que o grupo tenha uma atuação com a linha Dolce Gusto atuando no mesmo segmento.

Sorvetes do Maní

A linha começa inicialmente com dez sabores: açaí, bacuri, baunilha, caramelo, chocolate, chocolate com cumaru, gengibre, goiaba, leite ninho e manga. Feitos a partir de frutas e ingredientes naturais, foram desenvolvidos pelo confeiteiro Bernardo Pimentel, com supervisão dos chefs.

 

sorvetes-do-mani4_roberto-seba_infood

 

Helena fala do lançamento: “Nossa ideia é testar novos sabores constantemente. O Manuel, que faz as nossas compras, está sempre atento às frutas da estação e nos traz o que encontra de novidade“. Um dos sabores preferidos da chef é o de bacuri. “Delicada, e ao mesmo tempo muito perfumada, para mim é uma das frutas mais incríveis que temos no Brasil. Está sempre presente na nossa cozinha“. Já o de chocolate com cumaru nasceu da descoberta de que um achocolatado consumido no país levava cumaru na receita original. Agora é torcer para que o sorvete de cogumelo porcini (Boletus edulis), criado por Daniel Redondo para o atual menu degustação, vá logo parar nos potinhos.

O desenho da estampa dos potinhos ficou a cargo da designer Paola Giavina-Bianchi, que já havia assinado a direção de arte de Maní, livro lançado no último ano sobre os 10 anos de história do restaurante.

 

Serviço:
Sorvetes do Maní
Padoca do Maní  – Rua Joaquim Antunes, 138, Jardim Paulistano
site – http://manimanioca.com.br/padocadomani/

 

Texto: Reginaldo Andrade
Fotos:  Roberto Seba

 

Você tem dúvidas quanto ao marketing e sua gestão? Mande um e-mail para randrade@infood.com.br. Será muito bom ajudá-lo, respondendo sua questão.

gastronomarketing_banner

Deixe uma resposta

Thiago Bañares: dá para você ser informal e ser bom

Publicidade

Publicidade
-->
-->

Para receber a newsletter Infood, digite seu e-mail no box abaixo e clique na seta.

© 2017 Infood - Todos os direitos reservados