O momento do mercado brasileiro é tão complicado e tão adverso para as inciativas de empreendedores, que o sucesso de alguns negócios acaba chamando muita atenção. Um fenômeno que temos percebido é o de uma gastronomia simples, com uma simplificação de processos, seja da casa, seja do serviço, mas nunca da comida. Os cardápios podem ser mais enxutos, mas a comida é sempre de muita qualidade.

São casas que estão ganhando destaque pelo sucesso de público, e este conceito de simplificação é o fator que une estas iniciativas. Este termo começa a tomar forma quando vemos o chef Felipe Bronze definir o Pipo, seu novo restaurante que será inaugurado em novembro, como uma casa de comida descomplicada.

A Veja São Paulo destacou o Nino Cucina do chef italiano Rodolfo De Santis: um restaurante de comida italiana de 47 lugares, mas que,  segundo a publicação, atende duas mil pessoas por semana entre almoço e jantar.A revista aponta que o sucesso da casa está na ótima comida, com pratos clássicos, e no boca a boca contemporâneo, o das mídias sociais, com destaque da publicação para os preços razoáveis, algo em torno de 91 a 130 reais.

chef_Rodolfo De SantisNino Cucina do chef italiano Rodolfo De Santis

Considerando-se os dois turnos, e pensando numa média de 285 pessoas servidas por dia (o movimento dos finais de semana deve ser maior), estamos falando em média de 3 turnos de operação por refeição.

Não podemos deixar de falar do modelo do La Guapa Empanadas, de Benny Goldenberg e da chef Paola Carosella, que na semana passada inaugurou sua terceira filial. Uma proposta ainda mais despojada, na linha das comidinhas, da oferta de salgados que podem muito bem se transformar numa refeição. O negócio já conta com uma cozinha central, onde são produzidas 40 mil empanadas por mês, e que deve chegar em 60 mil de produção com a inauguração desta nova loja em Pinheiros.

empanadas_la_guapa La Guapa Empanadas, de Benny Goldenberg e da chef Paola Carosella

A proposta do La Guapa Empanadas está muito mais perto de um modelo de fast food do que de um restaurante de alta gastronomia, mas nosso objetivo aqui é destacar que a despeito do modelo, alguns negócios na cidade de São Paulo estão tendo resultados positivos mesmo em meio à crise.

Vale também de referência o Sainte Marie Gastronomia do chef Stephan Kawijian, especializado em gastronomia libanesa. O restaurante fica num imóvel simples próximo ao portal do Morumbi. Distante do roteiro tradicional dos restaurantes, a casa é um exemplo de despojamento, conquistando consumidores pela qualidade de sua comida e pratos que surpreendem pela apresentação.

Chef_stephan_kawijianO chef Stephan Kawijian do Sainte Marie Gastronomia

Outro destaque é o  Più, um restaurante de comida italiana, também na faixa de preço entre 91 a 130 reais, com um salão de 48 lugares, destacado como uma boa opção, mas que oferece um menu executivo de 44 reais, muito próximo do valor pago nas refeições médias no horário do almoço em São Paulo, segundo pesquisas.

A simplificação é, na nossa visão, uma proposta que junta o despojamento da bistronomia com a opção por cardápios mais curtos e comidas simples, um evidente cuidado com a operação. O ponto alto destas casas está na comida. Os pratos são executados com competência, mas sem preciosismos. São casas que oferecem uma grande qualidade para o consumidor: a regularidade.

piu_sobremesaUma das sobremesas mais pedidas da casa: sopa de goiaba, farofa e sorbet de limão

 

Serviço:
Nino Cucina e Vino
Rua Jerônimo da Veiga, 30 – Jardim Europa
Site – http://www.ninocucina.com.br/
La Guapa Empanadas
Alameda Lorena 1731
Rua Bandeira Paulista, 446
Rua dos Pinheiros 248
Site – http://www.laguapa.com.br/
Più
Rua Ferreira de Araújo, 314 –Baixo Pinheiros
site –  http://www.piurestaurante.com.br/
Pipo
Deverá ser inaugurado em novembro no shopping Fashion Mall no Rio de Janeiro

 

 

Texto: Reginaldo Andrade

Você tem dúvidas quanto ao marketing e sua gestão? Mande um e-mail para randrade@infood.com.br. Será muito bom ajudá-lo  respondendo sua questão.

gastronomarketing_banner

 

Deixe uma resposta

Projeto quatro mãos: o cozinheiro e sua responsabilidade com os produtores rurais

Publicidade

Publicidade
-->
-->

Para receber a newsletter Infood, digite seu e-mail no box abaixo e clique na seta.

© 2017 Infood - Todos os direitos reservados