A culinária local está novamente em alta, já que pratos tradicionais estão cada vez mais retornando aos menus. Apesar de tudo, eles são todos incomparáveis: temperos, ingredientes e aromas são únicos, receitas são geralmente passadas de geração em geração e tradicionalmente preparadas em panelas ou fornos convencionais. Infelizmente, estas são técnicas de cocção que consumem tempo, são caras, além da necessidade de mão-de-obra. Alguns donos de restaurantes estão dando um passo à frente e usando fornos combinados, porque estes equipamentos requerem pouco espaço, entregam qualidade constante e ainda podem ser operados por assistentes de cozinha sem a necessidade de um treinamento específico.

Clientes da RATIONAL, uma das líderes mundiais neste segmento, mostram quão entusiasmados estão sobre a implantação de fornos combinados em diversas cozinhas. “Nós queríamos economizar no restaurante, água, energia e gás. Pesquisamos bastante, pedimos orçamentos e descobrimos que a solução oferecida pelo SelfCookingCenter® nos traria economia direta. E com as vantagens da operação, percebemos também que teríamos economia na saúde, com menos dor de cabeça’’, afirma Arturo Herrera, chef e proprietário do La Buena Onda em São Paulo. Ele ainda complementa: “A RATIONAL nos ajudou muito. Agora se no meio da operação acaba a comida, eu uso o SelfCookingCenter® e rapidamente podemos voltar a vender. Não preciso mais de dois funcionários para a limpeza já que no final da operação eu só preciso carregar o equipamento com as pastilhas e programar para que a limpeza automática seja feita durante a noite. Uma economia em todos os sentidos”.

Arturo Herrera do La Buena Onda

Economia de espaço – um aspecto interessante do forno combinado para muitos restaurantes. Ele não só torna as panelas, frigideiras e até mesmo os fornos tradicionas obsoletos, como também economiza em espaço devido a seu tamanho. Um SelfCookingCenter®, por exemplo, usa menos de aproximadamente 1m2. Apesar disso, cobre até 95% de todos os métodos convencionais de cocção. Isso é possível graças a sofisticada combinação de vapor e calor seco, que é individualmente ajustada a cada produto, tamanho e condição dos alimentos, dependendo do processo de cocção.

Vapor é usado entre as temperaturas de 30 e 130ºC para cozidos, escalfados, branqueados e produtos cozidos no vapor. Calor seco é usado entre as temperaturas 30 e 300ºC para grelhar e assar, e os alimentos são uniformemente dourados, crocantes e suculentos. E com a combinação de vapor e calor seco, o ambiente de cocção quente e úmido previne que os alimentos ressequem, ou ainda em temperaturas de até 300ºC, minimiza as perdas de matéria-prima e garante o dourado perfeito para assados ou gratinados. Isso significa que não só o sabor é mais intenso, mas também que os tempos de cocção são significantemente menores que os dos equipamentos tradicionais de cocção.

Os resultados são consistentes em qualidade dos alimentos, até 70% menor consumo de energia comparado com equipamentos tradicionais de cocção e menor tempo requerido para os preparos. Isso também elimina condições extremas como calor excessivo na cozinha, stress e tarefas rotineiras. Resumindo, o SelfCookingCenter® rapidamente se torna o assistente ideal, que pode até mesmo ser operado por membros da equipe sem treinamento específico.

RATIONAL Brasil

www.rational-online.com
www.facebook.com/RATIONAL.AG
www.twitter.com/RATIONAL_AG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Para receber a newsletter Infood, digite seu e-mail no box abaixo e clique na seta.

© 2019 Infood - Todos os direitos reservados