Nascido na pacata cidadezinha mineira de Ituiutaba, o chef e arquiteto Rafael Leão reúne a grande experiência de ter estudado na Itália e, no Brasil, ter participado do Melograno, Buttina, inauguração do Due Cuochi (Shopping Cidade Jardim) e do badalado Eataly em São Paulo.

Em 2018 teve a oportunidade de se tornar sócio de Mark Yip e Rubinho Barrichello no Cutello Fire & Drink, restaurante Italiano contemporâneo com foco em carnes.

Rua Bela Cintra, local do restaurante Cutello FIre & Drink

O Cutello Fire & Drink

Rafael é o responsável pela operação do estabelecimento e é um dos oito sócios do estabelecimento, que inclui, além de Rubinho Barrichello, o empresário Mark Yip, responsável pela administração do casarão de 608 metros quadrados num bairro nobre em São Paulo. “No Cutello, posso botar toda minha paixão para fora, junto do meu jeito de ser. Por isso topei entrar para a sociedade.” diz o chef Rafael Leão.

História

Nasci numa cidadezinha de 7mil habitantes lá em Minas. Poder fazer parte de negócios grandes e que inspirem a vida das pessoas nunca passou pela minha cabeça quando mais jovem.

Claro que a vida me ensinou que tudo precisa de dedicação. Corri atrás, estudei arquitetura e, em 2005, entrei para o ramo da gastronomia e vi que tinha que continuar estudando“. Leão se especializou no ICIF (Italian Culinary Institute for Foreigners), liceu culinário localizado na região de Turim.

Chef Rafael Leão

Mas nem tudo são flores

Pelas porradas que a vida me deu, foquei bastante em eficiência e processos. Por isso, apesar de ter tido algum sucesso ao longo da minha jornada, eu era muito duro com as pessoas e acabava gerindo da forma errada, sem saber. Para mim, o trabalho de todos, inclusive o meu, tinha que ser 101% focado. Não podia nem olhar para o lado. Sofri por isso. Passei por uma longa jornada de autoconhecimento e agora acredito ter chegado no Rafael Leão que gostaria.” 

Nessa jornada, Rafael fez diversos cursos como autoconhecimento, PNL (Programação Neuro Linguística) e até hipnose e coaching. “Isso contribuiu para que eu conseguisse entender melhor a minha mente e ficar em linha com meu espírito, me direcionar melhor, me humanizar.”

Último trecho do Caminho da Fé em 2014

A paixão pela bicicleta

Um episódio muito interessante pelo qual passou, há poucos anos, foi num dos seus períodos mais desnorteados de sua vida. De bicicleta, outra de suas paixões, percorreu o Caminho da Fé, de mais de 300 km, até chegar a Aparecida do Norte, interior de São Paulo.

Foram 6 dias de reflexão, privação e espiritualização, passando por trechos bastantes acidentados. Às vezes, recebia ofertas de carona ao longo do trajeto. “Recusava e pensava focado: estou aqui para trilhar o caminho da fé, não o caminho da carona!” brinca.

Em casa, com a esposa e a filha

O aprendizado

O chef agora chama todos os seus colaboradores de família, cumprimentando-se com brincadeiras e abraços. “Não gosto de ver ninguém trabalhando de ombros tensos. Claro que precisa de concentração. Se quiser trabalhar ouvindo suas músicas preferidas, sem problemas… mas só até os clientes chegarem. Afinal, estamos ali para dar a melhor experiência para eles.”

Aprendi a sempre focar no que estou fazendo. Em casa, tento priorizar meus dois amores” diz referindo-se à esposa e à filha, ainda pequena. 

No centro, Rubens elogiando e motivando todos na cozinha do Cutello antes do serviço

A sociedade

Antes de se tornarem sócios, numa de suas últimas conversas com Rubens e Mark, disse que uma das principais razões da parceria é terem a mesma filosofia de vida, valores. “Na primeira vez que fui à casa do Rubens, contei a ele que meu sogro era um grande fã. Na hora fizemos um FaceTime (conversa por vídeo) entre meu sogro e o Rubinho Barrichello.

Num segundo momento em que fui acompanhar seu programa Acelerados, estávamos só nós dois no carro na pista. O ex-piloto comentou que o mesmo carinho que coloco na minha vida e pessoas ao meu redor, ele também o faz.”

Acredito que cada etapa dessa minha história contribuiu para que eu pudesse aceitar essa oportunidade de ser sócio destes grandes nomes no Cutello.

Quando ainda estávamos no período de obras, acredito ter transparecido o que venho aprendendo ao longo dos anos, o foco, a dedicação e, principalmente, a humanização do trabalho. Nossa vida é holística, não deve existir um Rafael pessoal e outro profissional. Por isso tento tratar todos como família mesmo.”

Cutello Fire & Drink

R. Bela Cintra, 1737 – São Paulo/SP
www.cutello.com.br

Por Redação
Fotos: Cutello Fire & Drink, acervo pessoal Rafael , Eataly divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Para receber a newsletter Infood, digite seu e-mail no box abaixo e clique na seta.

© 2019 Infood - Todos os direitos reservados