como começar um negócio gastronômico - Infood

Se você é uma das várias pessoas que têm trabalhado em um restaurante ou fast food, você pode ser também um dos 46% que também sonham em abrir um negócio próprio algum dia. Há claramente um bom número de pessoas que gostaria de ter e administrar o seu próprio restaurante.

Começar o seu próprio negócio, contudo, não é algo fácil. Abrir um estabelecimento parece mais complicado do que é justamente porque há inúmeras coisas para cuidar. Se você contar somente com a sorte, seu restaurante nunca terá sucesso.

Confira 11 dicas de como começar um negócio gastronômico:

 

  • Identifique o seu público-alvo: não há uma única operação que tenha apelo universal. Isso é uma coisa que vários empreendedores não conseguem entender. A realidade é que você nunca consegue capturar 100% do mercado. O melhor que você pode esperar é um mercado que permitirá que você não apenas continue o seu negócio mas que gere lucro. Procure a categoria de clientes e estude em qual mercado o seu negócio gastronômico focará.
  • Selecione o conceito: quando comem fora, os clientes querem ter uma ótima experiência alimentar. O seu conceito deixará os clientes cientes do que podem esperar do seu restaurante.
  • Construa um nicho: é preciso decidir qual segmento você quer penetrar. Embora haja coisas em comum, há também diferenças entre os diferentes nichos.
  • Faça um business plan: essa é uma das partes mais cruciais para o seu negócio. Coloque tudo no papel antes de você comprar a primeira coisa para o seu restaurante.
  • Encontre o local ideal: encontrar o melhor lugar é mais complicado do que a maioria das pessoas pensa. Dependendo do quanto você pode gastar e do tipo de negócio que você quer investir, será preciso gastar pouco ou muito dinheiro com as instalações.
  • Guarde dinheiro para os primeiros meses: em relação ao capital, é sempre bom se preparar para o período inicial. Raramente um estabelecimento começa a dar lucro em poucos meses.
  • Crie o seu menu de acordo com as tendências e o seu público-alvo: ao criar o seu cardápio, tenha em mente algumas tendências, assim como o design. Lembre-se sempre do seu público-alvo, sem esquecer das crianças, caso as famílias estejam dentro do seu público.
  • Contrate as pessoas certas: isso pode ser algo complicado, devido à grande rotatividade no setor e à dificuldade em encontrar mão-de-obra de qualidade.
  • Não economize com seus clientes: sem eles, o seu negócio irá fracassar. A quantidade de dinheiro mais importante que você vai gastar será aquela com os consumidores.
  • Tenha estratégias de marketing: se você não promover o seu negócio, as pessoas nem sequer saberão que ele existe. Faça pesquisas de marketing, que serão úteis para o seu negócio. Porém, não se esqueça que o melhor tipo de propaganda é o boca-a-boca das pessoas.
  • Tenha um bom sistema operacional: não colocar os sistemas no lugar é um dos maiores erros que donos de restaurantes cometem. Você deve ter um bom sistema, que auxiliará você e todos os funcionários nas operações do dia-a-dia.
Via BuzzTime Business

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O turismo gastronômico como meio de desenvolvimento local

Publicidade
Publicidade

Para receber a newsletter Infood, digite seu e-mail no box abaixo e clique na seta.

© 2018 Infood - Todos os direitos reservados