A empresa de delivery Glovo anunciou que está encerrando as suas atividades no Brasil, após um ano de atividades por aqui.

Essa startup espanhola, que concorria com iFood, Rappi e Uber Eats, percebeu quão competitivo é o mercado brasileiro, e decidiu se concentrar em outros países da América Latina, na Europa, Oriente Médio e África, onde a Glovo tem alcançando uma participação de mercado significativa e gerando valor.

No Brasil, a Glovo estava presente em 15 cidades, e sua entrada no Brasil aconteceu através de uma joint venture com a plataforma de mobilidade urbana Cabify. A empresa não se restringia à delivery de comidas, fazendo outros tipos de entregas – o chamado “multidelivery on-demand”.

Forte concorrência

A dificuldade em conquistar um espaço maior num mercado que tem fortes concorrentes foi o que motivou essa decisão. A participação aproximada do mercado brasileiro de delivery on line está assim dividida:

Ifood – 75%

Uber Eats – 10%

Rappi – 7%

Glovo – 3%

Outros – 5%

Como fica o mercado de delivery

A Infood conversou com um especialista da área, que diz que a saída da Glovo do Brasil não deve afetar o mercado, já que sua participação ainda era muito pequena. O consumidor final terá um player a menos para utilizar, mas os principais aplicativos são mesmo Ifood, Uber Eats e Rappi.

No entanto, essa saída da Glovo deverá chamar a atenção do mercado global, mostrando a necessidade de se prepararem melhor para entrarem no Brasil.

Há ainda grandes players de delivery que devem vir para o país. Nos EUA há o Grubhub, além de alguns chineses, que têm muito interesse em vir para cá. Enquanto no Brasil o movimento do mercado de delivery on line é de quase 1 bilhão de reais por mês, na China esse número é de 3,2 bilhões de dólares. Ou seja, há muito para ser explorado ainda.

Por Redação
Fotos: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Para receber a newsletter Infood, digite seu e-mail no box abaixo e clique na seta.

© 2019 Infood - Todos os direitos reservados