O projeto chamado “Cozinheiros do Amanhã” foi desenvolvido há cerca de um ano por Vera Saboya e Daniel Katayama, sócios do restaurante Fazenda Culinária. Apesar de trabalhar atualmente como empresária, Vera nunca largou seu lado educador e social.

A ideia do projeto é uma residência para formar jovens empreendedores com vontade de aprender fazendo negócios que possam transformar os hábitos alimentares e o ambiente sócio econômico onde vivem.

Nesse projeto, há jovens que, apesar das dificuldades, podem começar algo em casa e crescer, formalizando-se sem correr tantos riscos, entendendo de modo prático e vivo as obrigações, responsabilidades e direitos de um empreendedor. Por falta de conhecimento, mais da metade quebra no primeiro empreendimento formal.

De acordo com Vera, “empreender na área da alimentação parece óbvio, mas não é. E vejo nesse segmento uma forte oportunidade para jovens que nesse momento não encontram um mercado de trabalho promissor e que, na falta de emprego, precisam desenvolver seus próprios negócios. Quase todo mundo que trabalha com alimentação começa em casa. O programa que desenvolvi é muito objetivo e curto.”

O projeto já está em andamento como piloto e conta com ótimos parceiros. O curso é livre e gratuito, com duração de 3 meses. “Quero transformar esse projeto em uma escola, em algo que ganhe escala, que faça sentido nesse nosso momento tão complexo no Rio de Janeiro”, continua Vera.

O programa dá oportunidade de aprendizado prático, em uma casa que oferece estrutura, equipamentos, profissionais e a compreensão dos processos sustentáveis.

O “Cozinheiros do Amanhã” é formado por quatro módulos, com vagas para 24 alunos por ano, sendo voltado para cozinheiros, futuros empreendedores. Os requisitos são: mínimo de 17 anos de idade, ser cozinheiro e já ter alguma experiência na cozinha, ou ser estudante de gastronomia.

O primeiro módulo, que é o maior deles, acontece no restaurante Fazenda Culinária. O jovem cozinheiro que almeja um dia ter o seu negócio, fica 2 meses e meio imerso em todas as etapas da cozinha de um restaurante. Passa por todas as praças da cozinha, passa pelo estoque, passa pelo recebimento de mercadoria, passa pela conferência dos produtos, controle de estoque, como fazer uma ficha técnica, sofre blitz surpresas de nutricionistas, como se fosse uma Anvisa. Nesse módulo também se aprende a fazer um business plan, e tem uma reunião com uma designer, que é a Chris Lima, da Evolutiva Estídio, que fala sobre marcas. Ele passa depois pela cafeteria, onde compreende a diferença entre produtos de restaurante e produtos pensados para uma cafeteria, quando estes permanecem em uma vitrine ao longo do dia. Essa ‘residência’ que proporcionamos aqui, mostra “a vida como ela é”, sem o “glamour”dos programas de televisão mas com muita responsabilidade, criatividade e profissionalismo. O segundo módulo acontece na Fazenda do Bananal, onde o aluno irá entender como é o cultivo orgânico, a agrofloresta, e as dificuldades que o agricultor enfrenta, sendo que esse módulo dura 4 dias. O terceiro módulo vem da parceria com o Jornalismo Gastronômico, com uma bolsa anual.

 

 

Cozinheiros do Amanhã

http://www.fazendaculinaria.com.br/programa-cozinheiros-do-amanha/

 

Fotos: Divulgação

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tsyuoshi Murakami: “O cozinheiro tem que saber escutar para aprender”

Publicidade
Publicidade

Para receber a newsletter Infood, digite seu e-mail no box abaixo e clique na seta.

© 2018 Infood - Todos os direitos reservados