A Infarm é uma empresa da nova agricultura baseada na Alemanha, e que está transformando a produção agrícola em um serviço. Durante o seminário Fruto: Diálogos do Alimento, o chef Tomer Niv apresentou sua empresa, onde tem o sugestivo cargo de diretor culinário.

Tomer começou sua apresentação falando do desafio de alimentar 9 bilhões de pessoas até 2050: “Como é possível alimentar tanta gente de uma forma boa? Um dos principais desafios é a cadeia logística. E isso tem relação direta com a demanda. É um problema que temos que enfrentar para lidar com os desafios.”

A ideia da Infarm

Dois irmãos começaram a vender alimentos em uma van, o que os levou a pensar numa forma de produzir os produtos dentro da própria cidade. E assim começou a ideia que gerou a produção de uma loja dentro de um supermercado. O primeiro projeto acabou popularizando-se através de um vídeo que teve milhões de visualizações.

A Tecnologia da Infarm

O projeto não conta com uma estrutura cara. A Infarm aluga um espaço num supermercado. Eles contam com produtores que levam as sementes e colhem os produtos prontos. Nas bandejas, eles podem durar até três dias. Uma solução que não gera desperdício, pois tem seu dimensionamento a partir da demanda das lojas. Se o consumo é menor, a produção é menor, adequada à demanda.

Tudo é controlado numa plataforma central, pois as lojas nos supermercado estão conectadas na nuvem. Com isso, a Infarm pode alterar a produção em cada mini fazenda, ajustando umidade e temperatura para produzir de forma satisfatória em cada loja.

Toda vez que um produtor vai até uma loja, ele coloca novas sementes e acompanha as plantas em desenvolvimento. E assim que é feito o controle de demanda a partir do consumo.

As mini fazendas

Os displays nos supermercados funcionam como buffets de saladas. São produtos hiperfrescos, pois são consumidos muito perto de sua colheita; e orgânicos, pois são gerados de sementes orgânicas e sem uso de pesticida.

Hoje são 250 mini fazendas por toda a Alemanha, e já existem planos para levar o modelo para outros países da Europa.

Com a variedade da produção, Tomer Niv entende que estão permitindo que as pessoas se alimentem melhor: “Estamos fazendo com que as pessoas comam mais hortaliças, e comam melhor. Muitas pessoas nem sabem como se comem alguns produtos. Nós temos um grande catálogo, em que chegamos a ter até 60 tipos de manjericão. Nosso desafio é como comunicar essa variedade. Estamos tentando identificar as diferenças entre as diversas espécies de um mesmo alimento.

Customização

Hoje a Infarm já consegue produzir um produto conforme a necessidade do consumidor: “Conseguimos adaptar, a partir da iluminação, a produção de um produto. E podemos entrar na cozinha de forma integrada. Já existe um restaurante em Berlin que conta com uma unidade da Infarm em seu prédio. Isto surgiu pois o chef queria produzir um tipo de hortelã do peru.

Chef Tomer Niv, criador da Infarm

A Infarm é uma empresa de alta tecnologia na produção de alimentos. É possível encomendar um manjericão de 10 mm, e você receberá neste tamanho, não precisando ficar escolhendo na hora da montagem dos seus pratos.

Infarm

Seminário Fruto

https://fru.to

Por Redação
Fotos: Heverton Leal / Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Francisco Sant’Ana, da Escola Sorvete, inova ao lançar startup de sorvete

Publicidade
Publicidade

Para receber a newsletter Infood, digite seu e-mail no box abaixo e clique na seta.

© 2019 Infood - Todos os direitos reservados