McDonalds e Burger King apresentam seus lançamentos na tentativa de reverter a queda de vendas e de voltar a impulsionar o consumo. Clubhouse e Big King são os sanduíches criados para isso. Enquanto o primeiro aposta na seleção de ingredientes na tentativa de buscar o consumidor de hambugueria, o segundo é uma aposta direta no preço baixo.

Clubhouse é o novo hambúrguer do McDonalds, o primeiro lançamento da linha premium signature. Um sanduíche que combina dois hambúrgueres angus, bacon, cheddar, cebola caramelizada, molhos especial, alface, tomate, tudo isso no pão tipo brioche. Uma aposta para reverter os resultados da companhia, uma ação dentro do seu território, dentro do conceito da marca McDonalds.

A rede, uma das responsáveis pelo crescimento das vendas dos hambúrgueres  em todo o mundo, começa a reformular seu cardápio a partir do seu tradicional hambúrguer. Alguns dirão que o McDonalds está copiando as hamburguerias, mas o mais  importante é que a rede está lançando um novo produto em seu segmento. O McDonalds é uma lanchonete de hambúrgueres, e a novidade tem que fazer parte de sua operação.

clubhouse_mcdonalds_2

A tendência da comida saudável fez a rede não medir esforços vendendo saladas, wraps e maçãs, mas estes produtos não fazem parte do universo da rede. Quem busca estes produtos não tem no McDonalds sua principal escolha para uma refeição. O novo hambúrguer é um resgate a origem. O risco do produto é seu preço: vendido sozinho, o sanduíche é comercializado por 24,5 reais, um valor elevado se considerarmos que algumas boas hamburguerias na cidade vendem hambúrgueres na faixa de 17 reais.

Já a aposta do Burger King é o Big King, um sanduíche muito parecido com  o Big Mac do concorrente. Segundo a rede, tem como diferencial ser o “único grelhado diretamente no fogo”. O novo sanduíche apresenta dois hambúrgueres, molho especial, alface, queijo e picles entre pães com gergelim.

big_king_burger_king

 

Agora o grande destaque do produto do Burger King é o preço: o Big King é vendido por 7 reais, um preço muito agressivo, uma aposta mais próxima do perfil das redes de fast food hoje no Brasil.

Apesar de não disputarem mercado diretamente, estes dois sanduíches têm a difícil tarefa de alavancarem as vendas das redes de fast food, que sofrem com a concorrência de hamburguerias e do fast casual, e da resistência de alguns consumidores por este tipo de comida.

 

Por Redação

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Para receber a newsletter Infood, digite seu e-mail no box abaixo e clique na seta.

© 2019 Infood - Todos os direitos reservados