Casa de Ieda é um daqueles restaurantes que despertam o comentário: pequenos restaurantes são uma fórmula para o sucesso. Será?  Tenho sempre dúvidas destas conceituações muito simples. Sucesso, ainda mais quando falamos em gastronomia, é algo muito complexo. Não pode e nem deve ser banalizado assim.

Mas é fato: o restaurante tem apenas 18 lugares, funcionando somente no almoço de segunda a sábado. Aqui temos mais dois pontos que entendo são sinais de experiência, mas chegarei nisto um pouco mais adiante.

A casa de 18 lugares conta com 4 no balcão, uma boa opção para observar o trabalho da cozinha

O sucesso de Casa de Ieda

Uma gastronomia de muita qualidade, com poucas opções no cardápio. No dia em que estive na casa, eram dois pratos tradicionais do cardápio: Baião de Dois e Godó, e um especial que tinha o frango como destaque, com um tempero perfeito.

Os pratos, na faixa de 28 reais, são coordenados num executivo com a entrada dos bolinhos de queijo coalho e sobremesa, totalizando 58 reais. Os pratos são sempre acompanhado de molhos e pimentas, um toque especial do restaurante, fundamental para a experiência de sabor.

Baião de Dois

O conceito começa no menu

A inspiração do menu é a comida baiana da Chapada Diamantina. Ieda de Matos, cozinheira e proprietária, é nascida na região, mais precisamente na cidade de Utinga. Uma comida baseada nas raízes da chef que coordena uma comida simples, mas sem simplicidade. Por trás dos pratos, vemos muita técnica e, principalmente, um sabor incrível.

O que a Casa de Ieda nos ensina

1. Não existe sucesso por acaso – Ieda é uma cozinheira com muita experiência. Mas ela testou o seu projeto num fast food de comida Nordestina, o Bocapiu. Já dissemos aqui no site que um food truck é a melhor forma de testar uma ideia na gastronomia.

Food Truck Bocapiu, usado agora só em eventos

2. Cardápio Enxuto – Com um pequeno imóvel, naturalmente teremos uma pequena cozinha, mas que mesmo assim ocupa quase 40% do espaço da casa. Outro conceito simples para sua operação: cozinha pequena, cardápio pequeno. Só assim você terá eficiência e velocidade de produção. Destaco aqui que com um cardápio pequeno, é possível ter uma melhor gestão de compras. Mas o maior ganho é ter uma visão mais clara dos resultados. Fica muito mais fácil acompanhar a perfomance do cardápio.

4. Conceito claro – Uma comida que a chef conhece bem, a comida nordestina, mas com um sotaque particular, o sotaque baiano da Chapada Diamantina. Destaque para uso de ingredientes e para muito tempero, mas não espere encontrar ali a tradicional comida baiana. Casa de Ieda tem sua personalidade com uma comida mais simples e afetiva.

5. Bom atendimento – Muito desprezado por algumas casas do mercado, o atendimento é um dos pontos altos do restaurante. No dia em que estive, eram três pessoas: Ieda e mais dois ajudantes, que se dividiam na cozinha e no atendimento das mesas. Tudo muito simples, mas também pessoal e, principalmente, muito bem feito. A experiência do food truck trouxe uma cozinha aberta, e o hábito de conversar com os clientes.

6. Funcionamento reduzido – Começar um negócio com dois horários e funcionamento todos os dias da semana é garantia de stress. Funcionametno reduzido gera mais qualidade e menos desgaste. Também não é preciso contratar um número maior de funcionários para um segundo turno. Para quem começa, esse é um diferencial para ganhar experiência, um modelo que pode ser o do lançamento, mas depois aos poucos pode ter ampliação com jantar ou a operação no domingo. O fato é que temos muitas casas em São Paulo só com funcionamento no almoço, e de segunda a sábado.

7. Poucos lugares– São 18 lugares, portanto, é possível pensar em 2 ou 3 giros, um universo máximo de 54 refeições a cada almoço. Com o serviço de entregas, pode ser mais, mas isto ajuda na montagem de estoque e no número de funcionários. Facilitar a gestão é algo fundamental para o sucesso da sua casa. Também na gestão, menos é mais.

Ieda de Matos

Espero ter deixado claro que olhar apenas para o número de lugares pode não ser a resposta mais correta para o sucesso. A Casa de Ieda está com um ano e cinco meses de operação. Já passou pelo processo de testes, já tem um público conquistado, mas vale observar que havia um projeto e, principalmente, experiência na cozinha e na operação de um food truck.

Acredito que os 7 itens garantiram o seu sucesso, apoiados na qualidade da comida. Não considero qualidade da comida um fator de sucesso, pois entendo que é obrigação. Não é possível pensar em montar um restaurante sem pensar na qualidade de comida. Isto deve ser o ponto principal, e deve ser considerado condição prioritária do projeto.

Logo da casa fortalece o seu conceito

Casa de Ieda

R. Ferreira de Araújo, 841 – Pinheiros – SP/SP
Tel.: (11) 4323-9158
https://casadeieda.negocio.site/
https://www.facebook.com/Casa-de-ieda-142293543202381/

Texto: Reginaldo Andrade
Reginaldo Andrade escreve toda quinta-feira sobre marketing e gastronomia, é publicitário com MBA em marketing.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Para receber a newsletter Infood, digite seu e-mail no box abaixo e clique na seta.

© 2019 Infood - Todos os direitos reservados